Animale ganha o frescor da Itália

Uma mistura de recortes, fendas, alfaiataria desconstruída, e é claro, o jeanswear para pontuar a fluidez de vestidos, a textura e transparência das rendas ou os babados e faixas das camisas. Do masculino ao feminino romântico e levemente sensual, a Animale sob assintura de Vitorino Campos buscou inspiração na Itália para lançar sua coleção que já pode ser conferida, em parte, nas lojas da marca.


Animal print, tules, couro, um fusão de estampas e tecidos que redesenham a estética da marca e, que passeiam entre a sofisticação e o streetstyle. O jeans é cropped, reto com barras desfiadas e manchas que iluminam o denim escuro usado com camisas e blazers alongados, como afirmou Vitorino “o jeans no lugar do jeans”, complementado com as apostas certas. A malha moletom também surge nas jaquetinhas com tecidos e cores diferentes. Há de tudo um pouco: calças sequinhas, calças amplas, vestidos retos, vestidos esvoaçantes ou mais próximos ao corpo, saias lápis, volumes e regatas justas em tecidos nobres. A vibe da mulher moderna que exerce diferentes papéis durante o dia.