Denim para casar por Alessandra Rich

Dolores: uma heroína apaixonada, que a despeito da total reprovação dos pais e

familiares, foge para se casar. Nessa escapada romântica, ela corre levando flores nos

cabelos, rendas, bainhas caneladas, pedrarias sonhadoras e claro: muito

denim, especialmente para a lua de mel. Em visual índigo e bruto, o

material aparece fundamentando peças descaradamente femininas. Foi da narrativa

desta encantadora história, que Alessandra Rich acrescentou à lista de

coleções influentes para o segmento jeanswear no Verão 2017 influências mais

sofisticadas para o material, dotadas de irrecusável apelo comercial.



O mix apresentado pela grife é definitivamente o que o eleva para um patamar mais

rebuscado. O blue denim veste macacões lustrosos, trench­coats e

vestidos influenciados por desenhos de vestidos de noiva. As saias, tanto dos casacos

longos quanto dos vestidos, variam ora entre cinturas ajustadas e saias rodadas; ora

entre silhuetas esguias quebradas por luxuosos babados sereia. Abotoamentos longos

com jeitão de núpcias são fechados com delicadeza e timidez. Já as jaquetas são

adornadas com pedras translúcidas e volumosas. Muitas formas desta noiva em fuga são

resgatadas dos anos 80: mangas bufantes equilibradas pelo visual

total denim, enfatizando o entrepernas reto e alongado ­ um caimento resultante da fusão

chic entre os volumes da calça reta e da pantalona sequinha.



Como leitura principal deste desfile, destacamos a pertinência do resgate dos anos 80

como fonte inspiracional para transformar o mix em denim em looks

extremamente femininos. Na mesma linha, a fusão do denim com temas relacionados à

moda festa e à indumentária social. Destacamos também a consolidação do visual total

white para o Verão 2016 internacional (2017 nacional), que aparece

em diversos looks, formados por calças e camisas, macacões e longos sobretudos;

sendo que o mesmo ocorre com a paleta black. Silhuetas de saia

evasé e sereia prometem encantar na próxima temporada de calor,

assim como volumes em ombros quando posicionados em seu apelo mais inocente. Por

fim, temos a ênfase dos índigos associados às rendas, às transparências e alguns

respiros de cores intensas como o pink, multiplicando fisionomias chave da estação.