Estampas exclusivas e o denim alfaiataria na Iódice

Definitivamente as mulheres da Iódice deixaram para trás o estilo sexy e sensual para abraçar a “causa” conforto e sofisticação, sem perder a pose. Linhas retas, tecidos fluídos, sempre nobres como a seda, linho e tricot de rayon se juntam a estampas exclusivas desenhadas por Albino Papa e o jeans com aspecto de alfaiataria em formas modernas e femininas como a saia midi e a camisa alongada ou a pantacourt, que ganha aplicação de miçangas por toda a peça ou somente nas barras. Do baby blue ao azul médio as peças vêm somente amaciadas onde contam os detalhes ou simplesmente a modelagem precisa e clássica.


A mulher Iódice gosta de glamour, mas de uma forma “low profile”, por isso, com inspiração na Costa Amalfitana,Waldemar Iódice soube mesclar muito bem as lindas paisagens da região e suas formas fluídas e frescas com brocados, brilhos e aplicações delicadas.


Num primeiro momento temos a impressão que o Japão passou por ali, tamanhas as amarrações como se fossem origamis, as flores, os plissados e casacos que remetem aos quimonos. Contudo, ao decorrer do desfile, percebemos formas mais retas e, descomplicadas com foco nos longos e nas camisas amplas.