Moda e Arte na coleção de Vitorino Campos

Conhecido pelos vestidos de festa, Vitorino Campos está cada vez mais inserido dentro do estilo street trazendo conceitos da moda x arte, tão característicos em seu trabalho. Daí surgem modelos nada óbvios, mas bem descolados unindo o minimalismo à amarrações e formas soltas. Suas peças por mais simples que sejam tornam-se sofisticadas, como os looks em denim, no baby blue super limpo e em modelos sem abotoamento, tudo fechado com alfinetes quadrados em calça, blusas e casacos atemporais e “no gender”, sem gênero, seguindo uma das tendências da estação e que podem ser mesclados à uma simples camiseta, aos tricôs, à musseline e o veludo molhado da regata desconstruída ou aos modelos com glitter, com referências tecnológicas e futuristas.


Seu Verão 2017 vem inspirado na obra do fotógrafo francês Yves Klein “Saut Dans Le Vide”, Salto no Vazio, que aborda as expedições lunares da NASA do início dos anos 60. “A entrega de um estado em movimento constante reflete a liberdade da criação e o ponto de vista do artista diante de sua obra. Esta reflexão mostra que a arte é reconhecida mesmo removendo o conteúdo esperado de sua forma, pinturas sem imagens, um livro sem palavras, uma composição musical sem composição de fato, restando apenas o meio de expressão artística, tal como ele deve ser”, comenta Vitorino.

A cartela de cores sugere tons azuis, terrosos, verde, rosa e preto em tecidos e texturas como couro, cetim duchese changeant, tweed pied de poule, alfaiataria, piquet de algodão, tricoline, tweed xadrez e o glitter. Artigos que passeiam do dia a dia aos eventos noturnos.