Proenza Schoulder anuncia retorno do denim com visual alta moda nas coleções

Um fraco por vestidos de noite. Uma queda pela linguagem do denim. Um toque de styling dado por bandanas, e um acabamento em alta: o bleached. Foram nesses moldes, que Proenza Schoulder apresentou a coleção da marca em Nova Iorque para a temporada de Primavera/Verão 2019. Ostentando na modelagem, volumes dramáticos; e no acabamento, valores artesanais. A funcionalidade, foi assegurada, pelo uso do denim como material protagonista das criações. Babados em giros de saia amplos, cortes de alfaiataria com jeitão de elite e camisas denim com mangas circulares marcaram o estilo da coleção.

Dando continuidade à tendências ligadas ao styling, Proenza propôs a saia mídi como peça coringa da estação – mas com efeito retorcido. Mantendo o formato social dos trajes, fez um chamado ao colete formal com traços de alfaiataria antiga, para “recortar” o efeito aberto das lavagens descarregadas. Dialogando com o denim, agregou materiais nos tons preto, na linguagem do couro e no brilho metalizado.

Do desenho formal de golas, saias rígidas e colarinhos, os looks do desfile evoluíram para formas mais conceituais. Vieram então os tops separados ou embutidos em saias com vasados, babado e peplum: incluindo a exposição da pele como parte do look. Macacões longos e combos triple denim com jeitão de traje de gala masculino, foram devidamente atualizados por pespontos e bolsos funcionais.

Ah, se pudéssemos vestir alta moda e sair pela rua com look de passarela… A coleção de Proenza Schoulder parece ter se inspirado em uma resposta para esta questão. Todavia trouxe formas duras, contemplou a feminilidade de um modo sério e formal – mesmo com seus babados. Logo, referências para inspirar nosso contexto não podem ser levadas ao pé da letra. Tomemos por caminho apenas a informação dos tops, o formato sereia e um espaço maior nas coleções para os vestidos, valorizando o denim em versão não funcional.

Fonte: Vivian David | Fotos: Reprodução