Ronaldo Silvestre trabalha patchwork e sustentabilidade

Listras, texturas e bons volumes foram trabalhados pelo estilista Ronaldo Silvestre, em sua coleção apresentada no Dragão Fashion Brasil 2013. As peças, ganham leitura ainda mais admirável graças ao processo sustentável que veio alinhado com o design das mesmas. O patchwork que definiu o estilo das peças apresentadas veio de tecidos reaproveitados, refugos de tecelagens e indústrias têxteis do interior de Minas Gerais, realizados em parceria com comunidades carentes.


A proposta de Ronaldo Silvestre, trouxe um visual absolutamente habilitado à transitar pela moda de rua com seus ambientes urbanos. Mesmo com tal compromisso evidente, as peças mantiveram o “efeito de passarela” graças às belas texturas e aos volumes bem trabalhados no mix.


Das interpretações em jeans, realizadas com faixas de tecidos reaproveitados, surgiram perspicazes efeitos de construção, variando sentidos de listras e pespontos, cores e lados avesso e direito do denim. Um dos pontos altos da volumetria, foi a calça feminina em alfaiataria, cropped com entrepernas cilíndrico. Usável como todas as outras mas com uma “sacada” inteligente da modelagem para elevando sua leitura de moda.


O patchwork de Silvestre ganhou leitura bastante elevada, saindo dos comuns “quadradinhos”. No formato de tiras, formou elegantes listras, com apelo trendy, e demonstrou que ainda existem muitas fisionomias a serem descobertas, através de tal recurso.