Saint Laurent encerra temporada masculina de verão 2017

Saint Laurent encerrou a semana de moda masculina com uma coleção que muitos vão odiar e outros muitos vão amar. Inspirada na Califórnia (o estado americano parece ser o destino de viagem fashionista nessa temporada) e intitulada “Surf Sound – A Tribute to Contemporary Californian Surf Music Culture” (em tradução livre: Sons do Surfe – Um Tributo À Cultura De Música Surfe Da Califórnia), a coleção apresentou uma série de peças que parecem recuperadas de um brechó – do tipo que nós não temos no Brasil.


Estampas misturadas, camisas xadrez cortadas a fio, sobreposição de peças, jeans tie dye, tachas, flores, rendas. Uma loucura, uma mistura de ingredientes visuais que só a ousadia e o gosto por uma moda clichê-autêntica (por mais ambíguo que isso possa parecer) como a do Hedi Slimane pode nos oferecer.


Slimane costuma ser tão fiel à sua estética que ele não segue à risca as tendências esperadas para a temporada. Mesmo que muitas marcas estejam falando de surfe e olhando para Califórnia, o designer aborda essa referência de uma maneira bem particular, excessiva, rock n’ roll que só ele tem. A verdade é que, desfile após desfile, sempre parecemos ver um perfume de atitude a la Mick Jagger nas roupas de Slimane esteja ele olhando para Costa Leste ou Oeste.


Para anotar e ficar de olho: motivos de palmeiras em estampas, franjas, animal print clássico, estampa de flores com um quê havaiano, jeans desgastado, paisagens praianas, xadrez grunge e mini-prints. Uma mistura super comercial e que está 100% relacionado ao sucesso do estilista em frente à Saint Laurent.