Black West, por Eduardo Cristian, se inspira no conceito urbano e lança nova coleção

Prédios históricos em contraste com novas arquiteturas, muita correria, o céu quase sempre nublado. Essas características tão marcantes fazem parte do cenário do Centro Histórico de São Paulo, fonte de inspiração do estilista e CEO da Black West, Eduardo Cristian, para a coleção Outono/Inverno 2018, lançada oficialmente na última terça-feira, dia 20, no Showroom da marca, em São Paulo.

Unindo o moderno com o antigo e o clássico, a Black West tem investido cada vez mais em uma moda atemporal, com peças que circulam em vários ambientes e situações. “Nos inspiramos no comportamento urbano para compor essa coleção, e apostamos em tecidos confortáveis e calças desconstruídas”, conta Eduardo Cristian.

Camisas, pólos e camisetas também aparecem na coleção, em materiais como jeans, malha, moletom e tecidos diferenciados e exclusivos. A cartela de cores da estação destaca o preto, mesclas, branco e marinho, mas a marca também investe em estampas pouco exploradas no universo da moda masculina. Os acessórios e jaquetas, parte tão importante na coleção, são produzidos na China.

A Black West é hoje a maior fast fashion direcionada exclusivamente para o público masculino no Brasil, e semanalmente lança novos produtos, que se juntam a coleção principal, o que de acordo com Cristian, faz toda a diferença para a marca. “Paramos com a coleção feminina e a infantil por enquanto, e vamos focar apenas no público masculino adulto. A nossa intenção é ser a maior marca masculina do país, e toda a equipe possui objetivos claros para alcançar nossas metas e sonhos. Para esse inverno, esperamos superar todas essas metas, criando sempre e nos adaptando a cada mudança de mercado”, conclui.

Lançada em 2013, a Black West completa em 2018 cinco anos de sucesso, e hoje está presente em todas as regiões do país, com destaque para Brasília, Goiás, Minas Gerais e São Paulo, onde possui sete lojas; nas outras regiões, a empresa trabalha com monomarcas, além de estar presente em multimarcas. O mix de produtor vai além das roupas, e conta com sapatos, mochilas, bonés e acessórios, ultrapassando a marca de 3 milhões de peças produzidas e comercializadas.

Fonte: Kessy Christine | Fotos: Divulgação/ Equipe Guia JeansWear