C&A anuncia suas ações para a preservação do meio ambiente e melhores condições de trabalho

A C&A acaba de apresentar as ações realizadas no ano passado dando continuidade ao projeto de metas de sustentabilidade para 2020. No novo ‘Relatório Global de Sustentabilidade 2017’, a empresa divulgou suas conquistas, bem como os compromissos com foco nos três pilares da estratégia global: produtos, rede de fornecimento e vidas sustentáveis.

“Nosso progresso em 2017 é resultado direto de como a sustentabilidade está inserida em todas as nossas ações comerciais. Ela é parte importante de como desenhamos e produzimos nossas peças, garantindo que foram fabricadas de forma a respeitar pessoas, animais e o meio ambiente”, relata Jeffrey Hogue, Diretor Global de Sustentabilidade da C&A.

Algodão orgânico

A C&A se comprometeu globalmente, até 2020, a ter 67% de todas as suas matérias-primas advindas de fontes mais sustentáveis. Atualmente, mais de 65% do algodão utilizado pelo magazine no mundo possui certificação de algodão orgânico ou é produzido de acordo com os padrões Better Cotton (algodão BCI); em 2016, essa taxa era de 53%. A C&A também se mantém como a maior compradora no mundo de algodão orgânico certificado*. Além disso, 44% das matérias-primas usadas nas coleções da C&A – como algodão, viscose e poliéster – agora são adquiridas de forma mais sustentável.

Na Europa e na China, a C&A também deu um importante passo ao se comprometer com a obtenção de 100% de suas fibras de celulose artificiais a partir de fornecedores que não utilizam madeiras de corte retiradas de florestas nativas e ameaçadas no mundo. A empresa, recentemente, também passou a fabricar seus primeiros produtos com nylon reciclado: a linha de lingerie certificada pelo Global Recycled Standard.

Moda Circular

A C&A trouxe para seu mercado global mais de 1,3 milhão de peças com o Certificado Cradle to Cradle (C2C)™, sendo a maior coleção de moda sustentável em escala. “O programa de certificação Cradle to Cradle fornece a visão necessária para nossa estratégia de economia circular. Por meio do fornecimento de peças com o selo Cradle to Cradle™, oferecemos as primeiras coleções produzidas com altos padrões sociais, 100% seguras, sem qualquer material tóxico, produzidas com energia 100% renovável e água 100% reciclada. Cada peça é pensada para que possa ser, posteriormente, reciclada”, diz Hogue.

Neste ano, a Ethical Corporation premiou a C&A pela iniciativa das camisetas Cradle to Cradle GOLD Certified™, na categoria ‘Inovação Sustentável do Ano’. A C&A desenvolveu as inovadoras camisetas em parceria com a Fashion for Good. A C&A e sua fundação corporativa são sócios-fundadores da Fashion for Good, que apoia a economia circular e iniciativas tecnológicas de start-ups para acelerar esta transição em direção a uma indústria da moda mais sustentável.

Redução do impacto ambiental

A C&A é uma das poucas empresas do setor de varejo de moda que divulga de forma transparente as suas pegadas de gás carbônico e de água. Em 2017, a C&A reduziu sua pegada de carbono em 15%, e de água, em 14%. A empresa anunciou sua meta em reduzir ainda mais o uso de água na produção de matérias-primas. E também se comprometeu a utilizar ‘Metas Baseadas em Ciência’ (Science Based Targets) para reduzir os impactos na mudança climática.

Transparência da rede de fornecimento

A rede de fornecimento da C&A contempla mais de 1 milhão de pessoas, empregadas nas 757 unidades produtivas espalhadas em todo o mundo, e com mais de 2.000 fornecedores classificados nos tier 1 e 2**. A C&A deu o primeiro passo para aprimorar a transparência da rede de fornecimento já no seu Relatório Global de Sustentabilidade 2015, com a divulgação dos nomes e endereços de seus fornecedores europeus do tier 1 e 2, e a adição de fornecedores tier 2 no último ano, além da inclusão dos fornecedores do Brasil. Por meio de uma ferramenta on-line, cada um dos consumidores C&A pode facilmente identificar onde os produtos C&A são fabricados no mundo todo.

Trazendo a Sustentabilidade para mais perto dos consumidores

Para ajudar os consumidores a tomarem melhores decisões de compra e conhecerem melhor os aspectos sustentáveis de suas roupas, a C&A lançou, em suas lojas em todo o mundo e no ambiente online, a campanha “VistaAMudança”. Todos os produtos sob o selo #VistaAMudança são produzidos de forma mais sustentável em relação aos métodos convencionais.

Instituto C&A: mudando a indústria de moda

O lançamento do Relatório Global de Sustentabilidade 2017 coincide com a divulgação do Relatório Anual 2017 do Instituto C&A. No relatório deste ano, o Instituto C&A divulga não somente os destaques de seus trabalhos em 2017, mas também importantes lições sobre seus processos. Estimular mudanças na escala e velocidade necessárias é difícil e complexo, o que demanda novos tipos de colaboração. Esta é a razão pela qual o Relatório Anual do Instituto C&A se inicia já compartilhando lições obtidas por meio de ações de sucesso e de falhas, na esperança de encorajar mais organizações – principalmente instituições corporativas – a apoiar as iniciativas necessárias para criar mudanças sistêmicas na indústria da moda.

Juntos, os dois relatórios demonstram como a C&A e o Instituto C&A trabalham lado a lado para fazer moda sustentável e responsável, impactando a indústria de forma positiva e incentivando-a a ser uma força para o bem, respectivamente.

Relatórios online disponíveis em Inglês, Alemão, Espanhol e Português.

A lista de fábricas de fornecedores da C&A podem ser acessadas em http://sustainability.c-and-a.com/pt/lista-de-fornecedores/.

O Relatório completo de Sustentabilidade Global 2017 está disponível em http://sustainability.c-and-a.com/pt/home/ .

O Relatório Anual do Instituto C&A pode ser encontrado a partir do dia 1º de agosto em http://www.institutocea.org.br/relatorio-anual/

* Relatório Textile Exchange 2017 Organic Cotton Market

** Fábricas tier-1 são as unidades de corte e costura, enquanto as fábricas tier-2 fornecem os serviços de pintura, lavandeira e bordados. Diversas dessas unidades tier 1 e 2 são verticalmente integradas e ainda fornecem os serviços tier-3, que contempla as fábricas de tecido, fiações e casas de tintas.

Fonte: Redação | Imagens: Divulgação