Construções esportivas caracterizam o denim de Marques Almeida

Denim inacabado e isento de lavagem, como de costume; mas desta vez mesclando construções longilíneas e elegantes com uma pegada atlética relacionada ao swinwear. Fechos, colocados como pretexto para acessórios estilosos, como amarrações de retalhos escolhidos ao acaso e proporções exageradas agregando visão conceitual à estampas antiquadas e peças essenciais. Estes foram alguns dos aspectos colocados por Marques Almeida em sua coleção de Inverno 2016 (equivalente a 2017 nacional) apresentada hoje em Londres, que na verdade já apresenta de maneira convicta a fusão entre estações e a remoção da ideia de temporadas.



Marques Almeida destacou a importância do denim principalmente na versão da gola padre exagerada: construção mais citada para o material, responsável por acrescentar um efeito chic às interpretações com um toque de esportividade relacionado ao swinwear. O visual alongado apareceu tanto em maxi-blusas, cujo desenho deixou em haver a classificação entre top ou vestido acinturado, quanto em combos. Na versão onde os looks em denim foram formados por duas peças; o tecido variou do índigo amaciado e liso, ao médio renovado pelo padrão pied-de-poule em maxi-proporções.



Entre as colocações mais instigantes apresentadas por Marques Almeida, destaque para lógica conferida ao look triple denim, formado pela jaqueta e saia sereia estampada, com a flare lisa desfiada em jabôs: alquimia extremamente direcional que salientou a idéia do experimentalismo impensado entre camadas no guarda-roupa índigo.



A ideia da fusão entre estações foi contemplada pela grife através do livre trânsito entre as necessidades de exposição e proteção. Assim, no mesmo desenho, o denim variou dos ombros à mostra à manga longa excedente; no mesmo mix, a cartela de materiais adotou desde a tela furadinha ao matelassê volumoso e térmico; e para dialogar no mesmo closet, foi sugerida a coexistência do look biquíni com a composição invernal com pele sintética.



O repertório de formas consagrou para a estação o resgate dos anos 80 na presença de babados e desenhos típicos da década, como a saia sereia. Já na formatação da cartela de cores adotada, o denim dialogou com tonalidades intensas confirmando as recentes indicações de cores publicadas pelo estudo da Pantone, como o verde Lush Meadow, e o vermelho Aurora Read.


VIVIAN DAVID | FOTOS: Yannis Vlamos / Indigital.tv