Desempenho dos e-commerces de moda e acessórios no início de 2019

Os primeiros três meses de 2019 levantaram um sinal de alerta entre e-commerces de moda e acessórios. Estando na segunda colocação entre as categorias mais requisitadas do meio em 2018, quando os varejos online representaram 12% de crescimento, segundo o Ebit|Nielsen -, o setor sofreu uma queda de meio ponto percentual rendimento em relação a 2017.

Estes destaques podem ser definitivos na hora de otimizar estratégias de vendas, e é neste cenário que a Social Miner decidiu realizar um estudo sobre a performance dos e-commerces neste primeiro trimestre do ano.

A análise afirma que, de todas as vendas realizas no primeiro trimestre de 2019 em lojas online de Moda e Acessório, 36,25% ocorreram em janeiro. O movimento se mostra contrário ao habitual no meio varejista virtual, que desacelera suas vendas no mês.

Ainda segundo o relatório, o mês de março aparece como vice colocado na concentração de vendas, com 33,22%. Já o pico de consumo no setor ocorreu no Dia do Consumidor, celebrado no dia 15 de março, representando 2,41% das conversões.

O relatório apresentado pela Social Miner aponta ainda que 66,46% das vendas da categoria são realizadas pelo desktop, enquanto os “dispositivos móveis” (mobile) concentram 33,54% das conversões.

Outros dados revelam que, no primeiro trimestre de 2019, 57% das vendas dos e-commerces de Moda e Acessórios se concentraram entre consumidores que se identificaram como do gênero feminino. Além disso, os estados com maior representatividade de vendas do segmento são São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, com 30,83%, 19,29% e 11,49% respectivamente.

Vale destacar que o preço médio da categoria passou por um aumento nestes primeiros meses de 2019, indo de R$224,54 para R$313,82.

É possível acessar o relatório na íntegra, de modo gratuito, clicando aqui.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução