Fashion Meeting apresenta desfile com jeans reciclado

Olha só que iniciativa interessante que aconteceu durante a 8ª edição do Fashion Meeting.
A partir do tema “Change Your Mind” e do pilar da sustentabilidade, o evento apresentou o primeiro desfile Collab Jeans, onde 12 estilistas convidados puderam recriar looks através de peças jeans arrecadadas na 7ª edição do Fashion Meeting.

Participaram os estilistas e marcas Waléria Araújo, Amir Slama, Diego Fávaro, Kel Ferey, Maison Alexandrine, Helena Caio, TWENTY FOUR SEVEN, Luiz Cláudio, Karin Matheus, Claudia Arbex, Silvia Ulson e Martha Medeiros. “São peças exclusivas e únicas, que estarão disponíveis em nosso site para compra ‘do bem’. Ao adquirir uma peça deste desfile, automaticamente você colabora com a instituição Love Together Brasil no valor total da venda”, explica Daniela Dornellas curadora do evento.
Confira o que rolou na passarela.

Maison Alexandrine

A marca que está há dois anos no mercado no segmento de moda de luxo e, com foco na mulher refinada, elegante e moderna, trabalhou pela primeira vez com o denim em looks assinados pelos estilistas residentes da Maison, o português Nuno Velez e a dupla responsável pelo desenvolvimento da marca própria da Alexandrine, Raphaela Issa e Marcelo Alencar.

Para criar o look mais casual composto por jaqueta e calça, Nuno Velez apostou em um shape acinturado e na mistura de tecidos, aliando aplicações de tweed com efeito de papel ao jeans. A calça ganha rasgos nas pernas e barras e a jaqueta surge com bolsos deslocados e fechamentos por passantes no denim. A inspiração veio do filme East Side Story e, segundo o designer, Coco Chanel faria parte do elenco do filme com o look criado para esta edição.

Já Raphaela Issa e Marcelo Alencar se inspiraram em espartilhos para elaborar o vestido de festa, que resultou em um elegante modelo com barbatanas e amarrações nas costas, feito com patchworks de jeans reciclados numa mistura interessante de lavagens e sobreposições de tecidos.

Martha Medeiros

Especialista em trabalhos manuais com renda, a estilista utilizou a lavagem do jeans inspirada nesse rico material em um vestido e uma jaqueta com toques artísticos onde entram diferentes tons e costuras.

Amir Slama

A inspiração de Amir para criar as peças foi em cortes e recortes onde pudesse trabalhar novas formas de patchworks, mesclando vários tons de jeans reciclado com tecidos mais tradicionais da moda praia. O denim surge no biquíni que ganha detalhes de zíperes e no maiô com tiras recortadas que parecem ondas.

Walério Araújo

A referência de Walério é em seu próprio universo, passarela mais red carpet, mais glamourosa. Vestidos longos com patchworks ajudaram a manter a aparência do jeans e a ver que foram peças reutilizadas. É visível que é uma calça, uma bermuda, uma camisa, transformados em dois vestidos, em processos sobrepostos, com mangas bufantes e rasgos exagerados. Outros materiais como o tafetá e o cristal acrescentam ao look.

Diego Fávaro

Os dois looks tiveram como base três calças jeans que foram transformadas em dois vestidos de uma forma inusitada. Ainda assim é possível perceber o que as peças eram antes da mudança. Os acabamentos e as etiquetas originais foram preservados, fazendo com que a peça criasse a própria história. Um modelo veio mesclado ao algodão e sobreposto à skinny e o outro totalmente reconstruído como se fosse uma calça jeans ao contrário na peça curtinha e com meia manga.

Kel Ferey

Kel buscou uma tensão entre a rigidez do jeans e a leveza do tule. Para tanto, ela se inspirou na cultura do grafite ao trabalhar as técnicas de pintura no jeans (spray, bricolagem e pincel) junto à leveza do material e o design clássico da modelagem. Essas tendências se misturam num formato pop art: street e trash com o atemporal do elegante e estampas florais que permeiam todo o vestido ou as pinceladas manuais da jaqueta.

Helena Caio

Os looks foram criados para interagirem e pertencerem a DEEP OCEAN, coleção inspirada nas profundezas do oceano, onde ficam os segredos mais belos e intrigantes do mar. A calça cropped surge com barra trabalhada e a camiseta com efeito texturizado.

TWENTY FOUR SEVEN

Uma releitura de uma peça utilitária, multiuso, que refletisse o estilo 24/7. Podendo ser usada de diversas maneiras e compondo propostas de looks diferentes. O macacão de patchwork ganhou efeito metalizado.

Luiz Claudio

A partir da modelagem de alfaiataria para construir as peças, o estilista respeitou o que mais gosta no jeans: os pespontos de cor ocre. Luiz optou por ter um acabamento de tricô esportivo na gola e cavas.

Karin Matheus

A criação dos dois looks upcycling em jeans foram inspirados em uma mulher fictícia que repentinamente se dá conta que pode transformar o que já está pronto. Então ela se encanta ao perceber que pode confeccionar suas próprias roupas e imprime seus sentimentos de inquietude e descobertas nas peças. Karin utilizou o denim em um quimono e duas pantalonas mesclados a tecidos vazados e no colete com efeito matelassado.

A estilista Karin Matheus trabalha com o processo de upcycling dentro de suas coleções desde 2015. “Além de desenvolver a coleção de forma tradicional, aplico o upcycling utilizando os nossos resíduos de moda tais como: tecidos, aviamentos, retalhos e até mesmo o estoque de coleção passada. Considero que a roupa mais sustentável é aquela que já existe”. Materiais que poderiam ser descartados aparecem em recortes criativos e bordados interessantes, tanto no vestuário como em acessórios e sapatos.

Claudia Arbex

A designer de joias cobriu uma regata preta com um lindo colar de correntes invadindo ombros e braços. O look foi complementado pelo black jeans manchado com barras assimétricas. Já o segundo look foi um macaquinho sobre blusa de lurex com um lindo trabalho em miçangas e pedrarias nas mangas.

Silvia Ulson

A estilista construiu um vestido longo com tiras e bolsos recortados e fenda frontal, além do modelo curto, com babados em diferentes lavagens e tule na parte de trás.

Fonte: Vanessa de Castro | Fotos: Equipe Guia JeansWear