Feira apresenta moda irônica e chique

Entre os dias 16 e 18, a cidade de Milão foi palco da 10ª edição de uma das principais feiras têxteis do mundo. O evento que contou com a participação de 441 expositores provenintes de todo o mundo, dos quais 358 italianos, apresentou o melhor que o mercado têxtil italiano tem a oferecer e mostrou, em primeira mão, as coleções de tecelagens que farão tendência na próxima primavera-verão 2011/2012.

Milano íšnica, que nasceu em 2005 para promover o têxtil made in italy, é dividida em quatro categorias ModaIn e IdeaComo, que apresentaram tecidos para coleção feminina e acessórios em geral Ideabiella, que apresentou tecidos para coleção masculina e Shirt Avenue, tecidos para camisas.

O mood da coleção primavera-verão 2011/2012 se inspira em quatro temas de tendência: a necessidade de renovação, positivismo e pragmentismo e ressalta um estilo de vida simples, cheio de humor e sorrisos (Form Fun). A renovação da natureza (Full Bloom) e a força do sol (Full Sun) são fontes de beleza e criatividade, onde a simples perfeição não é uma metáfora (For the Better). A próxima estação será imersa em uma normalidade chique inspirada na natureza, na força da terra e na eco-sustentabilidade.

Apesar de seguir os tons de tendência lilás, rosa, amarelo, azul claro, vermelho, verde e laranja – a cartela cromática era a mais variada possí­vel. As cartelas de cores foram separadas pelas áreas de tendência: Form Fun, Full Bloom, Full Sun e For the Better.

Os pontos fortes da estação serão:
– Espí­rito vegetal e fios sedosos evidenciados. O linho marca a estação.
– Redescoberta de tipologias que representam a concretização, a simplicidade, a fresqueza começando pelo denim, xadrez vichi e jersey básico.
– O chambray foi proposto em leví­ssimos jacquard e denim.
– Aspecto de usados e amassados
– Algodão biológico proveniente de cultivação eco-sustentável.
– Coloração imperfeita, descoloração e tie&dye. Estampas digitais com técnicas que modificam o aspecto inicial
– Acessórios provenientes da bio-tecnologia.
– Os nastros ganharam aspectos luminosos de fios metálicos.

Denim

Um capí­tulo importante da feira foi destinado ao denim que entrou de vez na vida cotidiana das pessoas e no guarda-roupa casual e chique, tanto é que o último número da Elle italiana realizou um shooting fotográfico de 16 páginas dedicado exclusivamente a peças feitas com jeans. Foi proposto na versão í­ndigo, sarjada e chambray bem leve. Quase todas as empresas apostaram nas versões strech, super strech e resinada. Entre as técnicas e lavagens industriais que farão da primavera-verão 2011/2012 uma estação especial destacaram-se o delavê bem claro acid wash, denim esbranquiçado stonewashed, marmorizada, desgastados e vintage. Mas a porta bandeira da estação fica a cargo da lavagem destroyed que deixa o denim com aspecto surrado. Destacaram-se também o denim na sua forma clássica, sem interferências de lavagens.

Estandes

A empresa espanhola Tavex, lí­der mundial na produção de denim, apresentou duas novidades: Alsoft Amazontex – acabamento natural, ecológico e sustentável, realizado com a fruta de cupuaçú proveniente da Amazônia. Este acabamento não contém silicone, é hipoalérgico, biodegradável, produz um efeito suave e aumenta o confort porque absorve a humidade e os raios solares. Isto graças a um projeto de colaboração com mais de 700 famí­lias ribeirinhas da Amazônia. Os tecidos escolhidos para receberem este tipo de tratamento, é claro, são realizados com algodão biológico. Denin Therapy coleção voltada ao denim técnico. Incorpora tratamentos high performance que estimulam o tono muscular, melhoram o equilibrio e ajudam a recuperação. Dentro desta proposta a empresa apresentou a tecnologia Gold Reflect Line, um acabamento bio-cerâmico feito mediante combinação de 300 óxidos metálicos que produzem uma seŕie de vantagens fisiológicas. Além de proteger dos raios ultravioletas e das radiações produzidas pelo organismo humano, produz sensação de bem estar.

A empresa Laní­fico Europa que é especializada na produção de jeans, apresentou uma série de propostas que vão dos modelos mais clássicos aos marmorizados, desgastados e vintage. A novidade absoluta foi o efeito degradé, obtido através de um processo de lavagem stonewash e coloração gradual. Todas as peças são realizadas com elastano a empresa foi a primeira no mundo a produzir este tipo de denim mas a particularidade é na própria produção, que utiliza um sistema exclusivo chamado 3 twist, responsável pela realização da estrutura do fio elástico com uma tripla torção. Este sistema garante uma regularidade na lavagem, um perfeito caimento e resistência. A empresa, além de produzir o denim, também se responsabiliza pela lavagem, havendo uma lavanderia industrial própria.

Já Denimland propôs uma coleção de denim resinado e vintage, além da sua forma clássica. Para a coleção primavera-verão o carro-chefe foi o super strech, que rende a peça super confortável. Cappio apresentou 4 linhas: power strech, o máximo do elastano luxury, feito com denim resinado vintage e white denim, versão branquinha do jeans. O Lanifí­cio Faisa, especializado na produção de lã, dedicou uma pequena parte da coleção ao denim proveniente da agricultura biológica. Propôs clássicos, resinados e delaví¨. No quesito aplicações e acessórios destacaram-se as empresas Aspesi e Vittorio Vanoni, que propuseram nastros, apliques, crochê, telas e composições especiais realizadas com denim.

GINEVRA SANNITO | FOTOS: GINEVRA SANNITO