Grupo Inditex fatura 2.4 bilhões, e cresce 4,1% em 2018

Acabam de ser divulgadas informações sobre o crescimento do grupo Inditex nos primeiros nove meses de 2018. A empresa chegou a faturar 2.4 bilhões de euros, resultado 4,1% maior do que o registrado há um ano. As vendas realizadas somam 18.4 bilhões.

Este resultado operacional bruto (EBITDA) aumentou aproximadamente 3%, valor que representa 3.9 bilhões de euros, enquanto a relação de vendas e as taxas de câmbio foram responsáveis pela recuperação de 7%, segundo informações do grupo. Dentro do cenário, a empresa cresceu em todas as regiões em que atua.

Mesmo que em relação aos lucros a Inditex tenha registrado um recorde, a comparação relativa ano a ano apresenta a pior evolução desde 2014 (quando subiu 0,7%), e o aumento de ganhos é o menor desde 2001.

O presidente da Inditex, Pablo Isla, afirma que as contas são resultado “tanto da força do modelo, que continua a crescer estruturalmente de maneira sólida em todos os mercados, como do impulso contínuo da plataforma integrada, com uma constante atualização e modernização da rede global de lojas e online”.

A empresa, que é o maior grupo têxtil do mundo abriu lojas em 51 mercados e no final do período operava 7.442 estabelecimentos, mais 20 do que no final de julho. No encerramento dos primeiros nove meses do seu ano fiscal, a Inditex operava 7.442 lojas em 96 mercados. E destacou que sua política de atualização permanente continua em bom ritmo, o que inclui a abertura de lojas em 51 mercados durante os primeiros nove meses do ano e a incorporação da mais recente tecnologia orientada para a ecoeficiência e, especialmente, para o atendimento ao cliente, tanto em novas lojas como em ampliações e renovações.

Durante a atualização do site e sua aplicação com importantes novidades, a Zara instalou sete novos Pontos Automatizados de Recolha de Pedidos Online em outras lojas distribuídas em Milão (Itália), Bilbau (Espanha), Amsterdam (Holanda), Glasgow, Liverpool e Leicester (Reino Unido) e na Zara Haussmann, em Paris.

Segundo a Inditex todas as marcas foram protagonistas na ampliação e renovação de lojas, assim como na absorção de unidades mais antigas. Sendo assim, a atualização permanente e a integração de lojas visa incorporar as mais recentes tecnologias para alcançar o objetivo de todas serem ecoeficientes até 2020. Assim como na China, onde 100% das lojas já são.

No mês de novembro, a Zara, marca líder do grupo, lançou a venda online em 106 mercados através de um site global e, desde então, as suas coleções estão disponíveis em 202 mercados através de lojas físicas e/ou internet.

O objetivo da empresa é que todas as suas marcas vendam através da internet em todo o mundo em 2020.

Fonte: Redação | Fotos: Inditex