Levi Strauss deseja levantar US$ 600 milhões ao entrar na Bolsa

Todos conhecemos a marca Levi’s, líder mundial no setor jeanswear. Pois bem, a empresa logo-logo estará à venda na bolsa de valores. Isso porque a Levi Strauss, dona da marca pediu registro para listar suas ações na Big Apple.

Com essa atitude a companhia planeja faturar US$ 600 milhões no IPO (Initial Public Offering que em português nada mais é do que a Oferta Pública Inicial), o valor atual da empresa no mercado é superior a 3 bilhões de dólares, segundo publicação do jornal norte-americano The Wall Street Journal. A oferta é coordenada por um sindicato de 12 bancos, e tem como objetivo levar a Levi’s a novos patamares, além do clássico jeanswear.

A empresa se pronunciou dizendo que os recursos do IPO para aquisições “aumentem a sua diversificação de marcas e categorias”.

A marca observa o movimento dos consumidores que atualmente têm dado preferência a moletons e calças de ioga, assim como às marcas de jeans premium. Com isso, a empresa pretende usar o capital das ações para impulsionar sua expansão em países como Brasil, índia e China.

Boa parte do faturamento da companhia vem da venda de calças jeans e caqui, carros-chefes da Levi’s. Hoje, são mais de 820 lojas próprias, cerca de 500 store-in-store (lojas dentro de outras lojas) e 50 mil varejistas distribuidores de produtos pelo mundo.

Em 2018, a fabricante fechou uma receita de 5,6 bilhões de dólares, crescendo 14%, e obteve o lucro líquido de 283 milhões de dólares liderando o mercado mundial.

Fonte: Beatriz Fleira | Fotos: Reprodução