Londres sintetiza jeans masculino em diversos estilos e gerações

Cortes, formas, cores e peças-chave; vestindo diferentes atitudes e lifestyles. Aí está a

riqueza de uma boa pesquisa de moda de rua. Mas é quando estas

informações estão separadas por gênero; que encontramos conveniência ainda maior: a

apreciação de estilos e personagens em evidência; evoluindo em diferentes gerações.



Durante as apresentações da temporada ready-to-wear masculina de

Londres, os arredores do evento proporcionaram o lado masculino de

todas estas variações. No streetwear em seu formato mais original; o

menswear brincou com o orgulho afro e com a idéia do visual

retorcido, diferenciando fits relaxados com o footwear colorido, apostando no styling das

barras enroladas, e distanciando o outerwear sóbrio do discurso certinho; pela

combinação com agasalhos amarrados ao contrário.



Já para o perfil do garoto magrinho, adepto do estilo universitário; Londres reafirmou o

apelo cool da modelagem slim em azul médio, super skinny em tom black, e skinny nos

tons delavé e grafite. Um mix de modelagens, que foi adotado valorizando o look

monocromático como sacada para alongar ainda mais a produção.



Jaquetas essenciais puídas ajustadas, jeans vintage em modelagem

tradicional, camisas denim em lavagens macias e combos de conjuntos worker; segundo

as ruas londrinas, equivalem à atualização das composições formais dos novos tempos.

O jeans castigado pelo tempo, por sua vez, equivale em termos de valor e elegância, ao

mais caprichoso terninho da era atual.

VIVIAN DAVID | FOTOS: Robert Spangle, dan roberts, Jake Hateley