Senai Ceará lança curso de especialização em desenvolvimento de jeans

O segmento jeanswear cada vez mais ávido por novos conhecimentos e aprendizados vai ganhar um novo curso: O Senai Parangaba, em Fortaleza acaba de lançar “Especialização técnica em desenvolvimento de jeans”. O projeto foi apresentado no último dia 9 de outubro, durante a abertura do Seminário “Jeans: a roupa que veste o mundo”, O evento marcou o lançamento oficial de um projeto pioneiro no mercado têxtil, estimulando as estratégias inovadoras da indústria cearense e ampliando a interlocução entre empresas e academia.

Atualmente, o mercado de jeanswear no Ceará possui diversas empresas especializadas em beneficiamento têxtil, principalmente em produtos tingidos e de jeans, conhecidas popularmente como lavanderias. Além disso, o estado possui sete cursos de nível superior em design de moda, além de cursos técnicos e profissionalizantes na área.

Os impactos positivos antes mesmo da novidade ser lançada no Seminário, foram sentidos com o contato de indústrias dispostas a receber os alunos da primeira turma que iniciará o curso em novembro.

Participaram do evento além dos professores do Senai e convidados, representantes de vários segmentos: lojistas, estilistas denim, profissionais do mercado de lavanderia, dentre outros. Todos buscando se atualizar para assumir um posicionamento adequado no cenário das indústrias 4.0.

Considerando as tendências e a realidade da indústria têxtil o Sindiroupas consolidou a parceria com o Senai e devido à surpreendente receptividade do público, a proposta poderá se estender à outras regiões do Brasil.

Para sensibilizar os participantes em relação à importância da Especialização a consultora em inovação de produtos, Daniele Caldas reforçou o objetivo do Curso que é promover conhecimentos alinhados ao histórico e mercado do jeans. A proposta é que os profissionais possam planejar e desenvolver processos e produtos de jeans em lavanderias industriais, com base em pesquisas dos diversos tipos de tendências de comportamento e de consumo de moda e definição de estratégias de produto. Além de reforçar que o treinamento facilitará o ingresso dos alunos no mercado, Daniele enfatizou que o jeanswear é um ícone da moda e que faz parte da vida de todos nós e que o Brasil é o segundo produtor e o terceiro consumidor de jeans do mundo.

Paulo Rabelo, Diretor na empresa Benatêxtil, é um dos idealizadores desse projeto e está há 6 anos batalhando para concretizar esse sonho. “Hoje um sonho se realiza, um sonho de seis anos que vinha martelando na minha cabeça, fazendo com que eu martelasse a cabeça de vários amigos e parceiros. Hoje nasce a primeira especialização de jeans no nosso mercado”, comentou Paulo durante o lançamento do curso.

Paulo esteve presente no evento e, compartilhou um pouco dos seus conhecimentos, revelando as possibilidades dentro do segmento, como artigos novos, novos fios e fibras e ressaltou que não basta seguir metodologias e ferramentas específicas, normas e procedimentos de qualidade, de meio ambiente, de saúde e segurança do trabalho, é preciso acompanhar os processos tecnológicos que incluem robótica e automatização.

Ao apresentar tecnologias que devem impactar a rotina das empresas nos próximos anos, lembrou que a dimensão mais importante da evolução digital é aguçar a percepção de que podemos agir de maneira sustentável e competitiva, mas que se não estivermos atualizados não conseguiremos acompanhar o ritmo dos avanços que estamos presenciando. “A indústria 4.0 já chegou no setor de confecção. O uso de laser, ozônio, e-flow, tecnologias químicas e softwares de impacto ambiental já são uma realidade”, afirmou.

Segundo a organização do evento, houve demanda significativa, uma vez que além das palestras, o workshop planejado no laboratório do Senai e oficinas de design wash, receberam público além do esperado.

Estiveram presentes CEO’s de grandes marcas, que ao lado do presidente da FIEC, Beto Studart materializam a certeza de que o conhecimento que chega ao mercado é motivo de comemoração. Para o presidente do Sindroupas, Lélio Matias, apesar do jeans parecer uma peça comum, é fundamental ter um diferencial. “É preciso lançar mão de tecnologia e inovação. É o que vamos oferecer com esse curso”, disse.

O Ceará é o propulsor desse grande projeto e reforça a dinâmica da indústria brasileira que está buscando se unir e compartilhar soluções que possam destacar ainda mais o segmento têxtil do país.

Fonte: Vanessa de Castro | Fotos: Divulgação