Software EIM mensura novos avanços da indústria denim

O desafio de produzir moda sem deslizar na etiqueta com o meio ambiente. Esta continua sendo a meta mais perseguida pela indústria denim. E uma das companhias que mais tem avançado neste caminho é a espanhola Jeanologia. Após a criação dos métodos de beneficiamento com uso de Laser, Ozônio e nanobolhas; a companhia está chamando mesmo a atenção do mercado azul através do software EIM (Environmental Impact Measuring).

Capaz de mensurar com exatidão o impacto da indústria têxtil no meio ambiente, o EIM tem se tornado uma ferramenta extremamente positiva tanto para otimização dos métodos de produção quanto para o marketing honesto do nosso segmento. O motivo é a sua capacidade de levantar dados expressivos, e concretos abordando a produção da indústria denim.

Entre os dados medidos pela ferramenta, temos a expressiva redução do equivalente à 8 milhões de metros cúbicos de água em todo ano de 2017. Uma quantidade equivalente ao consumo humano de um ano na cidade de Miami. São números redutivos, que acompanham o aumento da produtividade e da reprodutibilidade das peças.

Cerca de 60 países aderiram à estas novas tecnologias que estão melhorando e muito – a fama poluente da imensa indústria azul. Com as tecnologias “green” criadas – resta acentuar seu desempenho. Logo, a Jeanologia já anunciou suas próximas metas: reduzir o consumo de água e produtos químicos em 85%. De acordo com a companhia, o objetivo será alcançado através do uso do método de beneficiamento Laundry 5 Zero. Um sistema pioneiro que combina laser, ozônio, eflow e a tecnologia H2Zero.

FONTE: Vivian David | Foto: Reprodução