Sustentabilidade promete mudar patamar de preços do varejo no futuro

O impacto da sustentabilidade na moda pode chegar o bolso do consumidor. Ao menos é o que revela uma pesquisa conduzida pelo organizador da Pure London e da Spring and Autumn Fair, do ITE Group, no Reino Unido. A expectativa é que os preços aumentem conforme a produção se torne mais ecológica.

O levantamento foi feito com base em 1.900 varejistas do Reino Unido de todos os portes, onde se descobriu que 73% já fizeram mudanças para um futuro mais sustentável. Entre eles, os varejistas de moda estão especificamente na vanguarda e pretendem aumentar sua oferta sustentável em 40%. O estudo ainda aponta que 54% dos entrevistados da pesquisa vêm reduzindo o uso de materiais que causam danos ao meio ambiente em seus produtos.

Porém, para tornar seus produtos sustentáveis, teriam de aumentar os preços de varejo em 19%, em média. A expectativa do mercado é que os consumidores estariam dispostos a pagar apenas 9% a mais por esses produtos.

“Nosso estudo confirma que a indústria de varejo do Reino Unido é apaixonada por atuar em sustentabilidade. No entanto, existem barreiras significativas a serem superadas”, disse Julie Driscoll, diretora regional do Reino Unido para o ITE Group.

“Para atingir a verdadeira sustentabilidade, é preciso recursos, tempo e investimento significativos, sem dúvida, é um processo contínuo de melhoria, e não um destino. Os varejistas não estão se esquivando dessa responsabilidade, mas estão sendo realistas quando se trata de quão rapidamente a mudança pode acontecer”, completou.

Fonte: Redação | Foto: Divulgação