União dos setores e as novas maneiras de produção no Congresso Internacional Abit

Em sua 4ª edição, o Congresso Internacional Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), acontece nos dias 22 e 23 de outubro. O evento é simultâneo ao Minas Trend, organizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) em Belo Horizonte, que mistura semana de moda e plataforma de negócios.

“O Congresso é onde você troca experiências, aprende, faz networking, discute novas possibilidades do seu negócio. O diferencial é que tudo acontece também em esferas internacionais, já que tem um line up cheio de atrações de fora, discutindo temas globais da indústria. Isso é muito rico, pois essa troca com pontos de vista do mercado externo só agrega ainda mais para os participantes. Além disso, é um lugar onde você se abstrai das preocupações do dia-a-dia e fica mais concentrado em absorver conhecimento”, afirma Fernando Pimentel, presidente da Abit.

Com o tema “Fim das fronteiras: da criação ao consumo“, o Congresso Internacional de 2019 irá abordar o papel das novas tecnologias para a redução das fronteiras na indústria, comércio e serviços.

“Cada vez mais esses setores incorporam elementos de cada um deles: a indústria mantendo muito sua capacidade de oferecer serviços, ou seja, servitizando produtos; a parte de serviços vindo para dentro da indústria e o comércio com as novas plataformas eletrônicas que funcionam sem intermediações”, comenta Pimentel.

E continua: “Esse transbordamento que nós estamos vendo em diversos setores é possível graças às novas tecnologias e isso precisa ser tratado e discutido. A indústria não é mais apenas comércio e serviços, mas sim uma grande área de confluência que procura levar ao consumidor uma proposta substancial de valor capaz de mostrar que aquela é uma atividade benéfica para a sociedade e para as necessidades da população. Tudo ao mesmo tempo em que tem características interativas, algo que nós vivemos cada vez mais”.

Essa edição também irá abordar a sustentabilidade relacionada à uma indústria cada vez mais capaz de ter propostas de valor e de trabalhar com conceitos nas suas versões mais amplas, além de novos modelos de negócios.

“É um fato que vamos continuar tendo máquinas, porém as novas maneiras de produzir vão nos aproximar cada vez mais do consumidor, permitindo fábricas mais compactas e flexíveis. Com isso, você entra em um processo que gera mais assertividade no lançamento de produtos, o que por sua vez reduz os desperdícios quando você não vende uma coleção”, diz Pimentel.

As inscrições Congresso Internacional Abit de 2019 já estão disponíveis no www.congressoabit.com.br.

Fonte: Redação | Fotos: Divulgação