Wrangler lança primeira linha de jeans com denim tingido pelo método de espuma

O indigo é um tom apaixonante. E as histórias que o envolvem, também. Ao mesmo tempo em que é seguro o suficiente para figurar como corante alimentício; quando adentra o ciclo da moda se converte em perigoso vilão. Isso acontece principalmente pelos processos que envolvem sua fixação nos tecidos. Insolúvel quando em contato com oxigênio em seu tingimento tradicional, o índigo requisita diversos componentes incluindo enxofre. Somado a isso, dispensa incontáveis litros de água e produtos químicos na natureza. As marcas icônicas de jeans, levam na história essa responsabilidade. E ao mesmo tempo, colocam para o futuro suas mais convincentes soluções. É o caso da Wrangler, anunciando que em 2019 lançará sua primeira linha de produtos confeccionados com denim tingido pelo método de espuma – o Dry Indigo Denim.

A fabricante que vai prover a marca com esse novo produto, é a espanhola Tecidos Royo: primeira a incluir o processo entre suas práticas. Como diferencial, o novo método de aplicação por espuma, isola totalmente o índigo do contato com oxigênio – até que o processo de tingimento esteja completo e os fios prontos para serem oxidados. De acordo com a Royo, a aplicação do índigo com uso de espuma em substituição à água no denim, tem o mérito de dispensar a necessidade dos dez galões de água usados pelo sistema úmido convencional. A previsão é de que a companhia receba o novo equipamento para tingimento dos fios em outubro, e comece a fornecer o insumo diferenciado para a Wrangler antes do final do ano. O método, foi desenvolvido pela Universidade de Tecnologia do Texas – com subsídios da Wrangler e Walmart Foundation, que reconheceram seu imenso potencial logo na fase inicial.

“Estamos animados pelo anúncio de que a Wrangler irá dedicar uma linha completa de produtos à esta inovação”, declarou Jose Royo, diretor da Tecidos Royo. “Nosso processo Dry Indigo praticamente elimina o impacto do tingimento do denim ao meio-ambiente e representa a nova geração para a produção do material”, conclui. Tom Waldron, presidente da Wrangler, endossa: “nós investimos no desenvolvimento dessa inovação, porque acreditamos que ela vai mudar drasticamente a indústria do denim para melhor”. “Ao mesmo tempo que nos tornamos aptos a reduzir três milhões de litros de água no acabamento dos nossos produtos ao longo dos últimos dez anos, estamos cientes que existe muito a ser feito ao longo da cadeia têxtil”, complementa.

A primeira linha de jeans com tingimento de espuma vai ser a mais atual ação da Wrangler, junto às demais iniciativas em andamento confirmadas, que vão de encontro à sustentabilidade. Entre elas, progressos ligados ao uso do algodão sustentável e o compromisso da redução de 5 milhões no uso de água até o ano de 2020. A adesão ao insumo fabricado pelo novo beneficiamento, de acordo com a marca, irá eliminar em 99% o uso de água, comparativamente aos processos de tingimento tradicionais.

Fonte: Vivian David | Fotos: Reprodução