Síntese de estilos e acabamentos nas coleções Resort 2020

Denim entre viagens, alfaiataria, influências militares, pegada street e vestígios de arte. As coleções Resort 2020 validaram todas estas inspirações antecipando um pouco do que vai ser o Verão, mas acima de tudo sinalizaram uma força maior dos bons cortes, em tecidos mais maleáveis e arejados acompanhando o jeans.

O consumidor está com saudade da alfaiataria, mas também não abre mão do conforto: e é daí que vem essas novas silhuetas despojadas e ao mesmo tempo alinhadas. Ele também quer renovar, mas entende o valor das peças com poder atemporal e longevidade para o estilo, por isso mantém os básicos no seu look vestindo-os de uma maneira diferente, e resgata silhuetas ultrapassadas para reconstruir seu estilo.

Christian Dior apresentou a mulher em diferentes pontos de vista, em uma viagem fantástica entre a Africa e a Asia. Um dos trabalhos mais bonitos realizados pela marca foi o contorno frayed marcando as informações de moda mais importantes de cada construção. Nos fits estruturados, as tramas desfeitas desenharam pences, bolsos e recortes.

Nos camuflados, sublinharam o desenho irregular dos padrões. No jeans, a linguagem marcou contornos de bolsos, e bordas de costuras em fits retos, macacões longos e pantalonas em acabamento dry. Dior trouxe também vestidos soltinhos com capuz e saia rodada, amarrados na cintura, em padrões estampados que viajaram pelas culturas do mundo. Com os mesmos desenhos, sugeriu combos com jeitão de conjunto moletom podrinho, atualizados pelo estilo pijama nas calças, e manga japonesa na blusa. Estampas, índigo amaciado e acabamento descarregado foram as lavagens sugeridas.

Saindo do lado fino da moda para o conceito cool e fashion, adentramos o desfile de Dsquared2. Na coleção Resort 2020, a grife subiu no salto para contrastar o punk com o college, o street com o glamour da balada, as correntes e spikes com o salto agulha. Para isto, a marca resgatou a silhueta carrot em comprimentos cropped, destacando a mistura da cartela branca e preta com o vermelho príncipe de gales, o utilitarismo do estilo safári e as influências militares.

No mix jeanswear, Dsquared enfatizou as bases brancas e as poluiu com fechos e aviamentos pesados black. Além do jeans na modelagem mencionada, destacou as jaquetas essenciais, do visual dry ao índigo, como camadas internas de casacos e sobretudos. Couro, xadrez, e peças com look cargo militar foram os complementos principais.

O Resort 2020 da Burberry, por sua vez, buscou romper as fronteiras entre a garota e o rapaz, o senhor apresentável e a senhora adorável. Desta inspiração, tivemos um mix denim bastante essencial, mas atuando em combos simpáticos com jeitão de resgate de brechó, acompanhados de echarpes com estampas de caracteres estilo logo anos 90. Nos looks masculinos, inverteu frente e costas da calça jeans, e jogou a mochila do alpinista para frente – referências aventureiras que foram esmaecidas por fits comportados para seguir a proposta inspiracional da marca.

Já a Cinq-a-Cept trouxe a flare anos 70 mesclada a blusas de cetim em tons suaves, vestidas com sapatos de salto plataforma. No decorrer do desfile as bainhas foram ampliadas para o look boca-de sino em combos que exploraram o formato sessentinha também nas blusas com uma espécie de cintura flare moldada por pences e pespontos.

A silhueta sporty não foi esquecida, e renovou-se como nunca nos acabamentos ombré coloridos de Stella McCartney. A grife propôs combos denim associando fits pedal-puser com a estética típica de jaquetas estilo quebra vento no material. Vestígios de alfaiataria silenciosos, pontuaram essas peças que conciliaram os formatos esportivos com os típicos vincos das calças formais, por efeitos de lavanderia ou recortes verticais em calças retas e pantalonas.

Nicole Miller reafirmou a importância dos looks “instagramáveis” trazendo peças com frases de engajamento estampadas – inclusive na traseira de jaquetas e no white denim. Também sublinhou o valor do jeans com formas e materiais mencionando a estética upcycle, através de interrupções para transições de materiais no outerwear, e pela sugestão de looks total denim quebrados em diferentes lavagens. A ideia de silhuetas antigas, como a saia evasé longa, ou a jaqueta oversized, formando um look com styling atual, sintetizam a idéia da marca.

Entre as certezas que as coleções Resort 2020 nos anteciparam, destaque para a permanência dos macacões longos cada vez mais criativos. Também para o “casamento” entre referências da alfaiataria e dos conjuntos de corrida em uma unidade nova e incontestável.

Some-se à isso, a influência da estética dos anos 60, representada pelos fits pantalona e flare; 80, lembradas pela pedal puser e pelas lavagens acidas; e 90 como a logotipia, o minimalismo do branco e alguns fits ultrapassados. E acima de tudo, considere-se uma moda com mais falas de alfaiataria – porém desprovidas daquele ar formal e contido que sempre a caracterizou.

Fonte: Vivian David | Fotos: Reprodução

Assine o Guia de Tendências

O Guia de Tendências by Guia JeansWear é um serviço de pesquisa de tendências para o segmento jeanswear. Para saber mais sobre como podemos ajudar ainda mais no desenvolvimento de coleções assertivas para sua marca entre em contato pelo email atendimento@guiajeanswear.com.br ou pelo telefone (11) 2475.1113.

  • Ano Novo, material novo

    Está na hora de desenvolver novas coleções e nós do Guia JeansWear estamos aqui para te ajudar, conheça agora mesmo nossos planos para assinatura de material exclusivo.

Assine Agora