Mudanças climáticas inspiram criatividade no jeanswear de Holzweiler

Intempéries inesperadas, e variações de temperaturas drásticas previstas para o futuro prometem exigir mudanças repentinas e criativas no modo de vestir. Roupas de inverno, ganham traços do modo de vestir de verão, e as peças típicas do calor, tendem a dialogar com acessórios que tornam compatíveis com inverno.

É desta forma que a moda começa a assimilar através dos seus mais influentes criadores, soluções prevendo adaptações às mudanças climáticas: encontrando beleza em seus cenários e transmitindo coragem para enfrentá-las. O jeans e seu material protagonista, o denim, sobreviventes centenários que acompanharam as mudanças boas e ruins da humanidade estão à frente destas sugestões nas coleções de Inverno 2022 internacional.

Em Holzweiler, o material integrou o mix dialogando com uma imponente paisagem invernal norueguesa. Nome influente do calendário internacional e destaque do Copenhagen Fashion Week, a grife trouxe justamente esse tema em sua apresentação intitulada Weathering.

Reavaliar materiais existentes, encontrar beleza na imperfeição e oportunidades no “re-propósito” foi uma das associações que a marca sinalizou como caminho para inclusão do paradigma do impacto ambiental nas coleções.

Efeitos decadentes, como irregularidades lembrando pinturas descascando, denim cortado, e distressing simulando o efeito da pátina, foram os conceitos transmissores da passagem do tempo confiados por Holsweiler  para conectar o novo e o antigo binário na superfície do denim.

O resultado foi um mix de camadas que conciliou o modo de vestir hip hop, com a alfaiataria e o retrô. Uma fórmula, que vestiu com coerência ambos os gêneros.

Todas essas interpretações destemidas do material vieram acompanhadas de sobretudo, e peças contraditórias como sobretudos de lã sem mangas. Também dialogam com materiais de aspecto inesperado, como puffers longos e enrugados, camisas metalizadas totalmente desconfiguradas pelo trabalho cut out, e polainas bufantes capazes de transformar sandálias gladiador em sapatos térmicos de inverno.

O passado se fez presente em padrões xadrez ultrapassados, camurças envelhecidas, couro e tecidos de aspecto antiquado. Materiais que a marca literalmente aproveitou do seu próprio arquivo morto. Uma lógica que cresce cada vez mais como estratégia produtiva e tema de storytelling nas marcas.

As composições da Holsweiler foram extremamente bem sucedidas em propor um mix atual apto a vestir ambos os gêneros. Também tiveram êxito na missão de transformar peças de inverno em roupas de verão, e itens típicos do calor em agasalhos para o frio.

Além de vestir ambos os públicos, o visual proposto por Holsweiler abre possibilidades para inclusão de inspirações retrô, com exemplos práticos de formas de usar tecidos antigos de estoque. E para finalizar, traz exemplos de lavagens impactantes com potencial para atualizar modelagens básicas agilizando assim o processo produtivo do chão de fábrica.

Para as marcas de jeanswear que trabalham ambos os gêneros, fica o trend alert da conveniência e validade desta referência para a temporada de Inverno 2023 brasileiro.

Fonte: Vivian David | Fotos: Reprodução