Novas silhuetas para o jeanswear de luxo de Alexander McQueen

Para a Primavera-Verão 2021 (referente ao nosso Verão 2022), a grife Alexander McQueen aposta na força da alfaiataria e no mix da leveza do tule e da renda com coturnos pesados. São vestimentas híbridas que transitam entre a moda feminina e a masculina unindo vestidos rodados e mangas em forma de casulo juntamente com peças cleans, simples e urbanas.

Foram utilizados somente tecidos que já tinham em estoque, reinventando e criando novos looks num mix de artigos diferentes. Sua mulher é extremamente feminina, porém, é forte, decidida, abusa dos volumes e proporções e não tem medo de ousar, mesmo que esteja vestindo um clássico terno. O couro vem trabalhado com ilhoses, vazados e costuras contrastantes.

Forma, silhueta e volume, a beleza do esqueleto da roupa despojada de volta à sua essência – um mundo carregado de emoção e conexão humana”, define Sarah Burton, diretora criativa da marca.

Os vestidos, ora ganham recortes no estilo corset, ora surgem com estampas digitalizadas como se fossem pinceladas, saias rodadas e amplas ou no modelo lápis, mais ajustado. Shapes utilitários com bolsos, passantes, cintos e palas podem ser vistos em trench coats, blazers e vestidos.

O denim rígido no azul médio vem destacado pelos volumes de mangas com franzidos da jaqueta cropped e pelo vestido assimétrico com recortes. O look vem complementado pela bolsinha no mesmo tecido e com detalhes em couro.

O couro ainda vem mesclado ao jeans na jaqueta biker com lindos recortes e aplicação de zíperes e na calça de pregas e barras presas à ilhoses.

Fonte: Vanessa de Castro | Fotos: Divulgação