Denim Day discute principais questões do jeans

A respeitada revista alemã Sportswear realizou em Berlim, na véspera do início da Bread&Butter, no dia 18.01, realizou a primeira conferência internacional dedicada à indústria de denim, que reuniu uma série de especialistas em jeanswear.


O presidente Klaus N. Hang, editor da Sportswear International, abriu o evento com a apresentação de Karl-Heinz Müller, presidente da BBB, e proprietário da loja com sede em Berlim 14oz. Karl-Heinz resumiu a história da feira, que irá comemorar seu 10 º aniversário em julho. O presidente explicou que a feira tem se desenvolvido muito desde sua criação, em 2001, em Colônia. O evento também passou por Barcelona até voltar a Berlim. “Nunca ficamos parados. Para nós, este é apenas o começo”, afirmou. “Nem sempre foi fácil, mas conseguimos e estamos felizes por estarem aqui. Espero permanecer em Berlim durante muitos anos”, finalizou Karl-Heinz.

Sabine Kühnl, editora-chefe da Sportswear International, apresentou algumas das iniciativas mais recentes e futuras das publicações da revista, como a terceira edição do Bíblia do Denim, e uma prévia do próximo lançamento que é Sportswear InternationaI IPAD.

Na sequência, as consultoras Amy Leverton e Jó Helena do portal Stylesight apresentaram tendências jeanswear para as próximas estações, incluindo comportamento de novas tribos. Logo após, diretamente do Reino Unido, o denim Hunter Leon Keyworth deu um insight sobre seu trabalho, que se resume na pesquisa e investigação de como estudar profundamente os verdadeiros jeans envelhecidos com o tempo, ou seja como ficaria um uma peça em índigo enterrada há tempos, ou ainda outra peça que estaria sob uma pilha de pedras por anos – tudo isso para desenvolver novas tendências jeanswear e inspirar a sua longa lista de clientes.

A geração Z, ou a chamada geração do Facebook, foi a temática apresentada por Axel Dammler, CEO da Iconkids & International Youth Research GmbH. Dammler falou sobre o essencial por trás das mídias sociais, que segundo ele está cativando a nova geração de consumidores de jeans. Shubhankar da G-Star Raw seguiu explicando a própria evolução da marca holandesa, em termos de produto e estratégias de marketing, que investe para próxima campanha no cineasta Anton Corbijn, na atriz Gemma Arterton e em Magnus Carlsen, campeão de xadrez.

O primeiro debate do evento tratou do tema controverso de Lavagem à Laser e contou com a participação de Jason Denham (Denham), Nigel Cabourn (Nigel Cabourn), Francois Girbaud (M + F Girbaud), Enrique Silla (Jeanologia) e Michael Silver (SilverJeans).
O consenso geral foi perfeitamente resumido por Silla: “Para se lavar uma calça jeans, você precisa de pelo menos centenas de litros de água e 150 gramas de substâncias químicas. Nós todos temos que reduzir este desperdício pela metade, e usar os tratamentos à laser é o caminho para isso”. A substituição pela técnica à laser pode trazer uma mudança significativa, embora nem todos os palestrantes concordassem que o novo processo teria apenas vantagens.

Maurizio Donadi, vice-presidente da Levis, ofereceu um resumo de como obter o retorno da marca para cool, afirmando que o objetivo da Levis não é ser lançadora de tendências, mas sim propor produtos de alta qualidade com ótimo caimento e conforto.

Para prosseguir com a rodada de discussões, a indústria ícone Miles Gray falou sobre sua carreira de desenvolvimento de marcas de moda, como as famosas Pepe Jeans e Ben Sherman, e sua atual posição como presidente da gravadora britânica Monkee Genes.

Já o empresário Lapo Elkann e o perito em denim Leopoldo Durante apresentaram a marca Care Label. “Denim é um produto sério, especialmente quando feito com a habilidade italiana, que é única e enorme”, confessou Elkann. “Nós não mostramos logos em nosso jeans, uma vez que é o consumidor que personaliza e torna único por desgastá-lo”, acrescentou Durante.

A segunda mesa-redonda realizada durante a tarde focou a questão dos preços galopantes do algodão. O evento reuniu Augusto Romano (MeltinPot), Marco Lucietti (Isko), Gurlperi Erkanli (Bossa), Alberto Candiani (TRC), Panos Sofianos (Denim Vale por Tejidos Royo), e Andy Dunkley (Lee Cooper). A maioria dos participantes concordou que é imprescindível aumentar os preços e compensar isso, oferecendo produtos de maior valor e tendo constante incentivo à inovação.

Para finalizar a série de painéis de discussão do Denim Day, uma bate-papo sobre como conquistar o consumidor jeanswear de hoje. Reuniram-se no sofá: Donna Ida de Londres da grife Donna Ida, Hakan Srom (Cheap Monday), Dieter Jacobfeuerborn (Wrangler), Sonei Nish (Pepe Jeans), Patrick Kraaijeveld (G-Star) e Evelyn Hammerström,(varejista alemã da Jades).

Em comum a todos os palestrantes foi a sensibilização e competência de consumo significativo. “Nossos clientes são frequentemente mais bem informados sobre denim do que nós, por isso não devemos ser complacentes”, observaram :Donna Ida e Evelyn Hammerström.

SPORTSWEAR | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR