Evento apresenta parcerias entre marcas e alunos da região

A 5ª edição do Santa Catarina Moda Contemporí¢nea (SCMC), projeto pioneiro na América Latina, foi realizado no último dia 20, na Green Walley na cidade de Camboriú . Mais de duas mil pessoas puderam prestigiar o evento, que vem se consolidando a cada edição e mostrando que as empresas e universidades de Santa Catarina estão unidas para mostrar o melhor da moda do estado.


Esta edição contou com 14 desfiles de coleções desenvolvidas pelos alunos selecionados das faculdades e escolas de moda do estado, onde apresentaram linhas elaboradas em parceria com as principais indústrias têxteis catarinenses.


As coleções foram bem ousadas e muitos dos estudantes se inspiraram em temas curiosos. Os futuros designers passam por um processo de aprendizagem técnica que os auxiliam a criar e trabalhar com os tecidos fornecidos por cada empresa. Todo o projeto de criação tem a coordenação do estilista Mário Queiroz, que acompanha todo o processo de desenvolvimento.


Nesta edição os desfiles do SCMC levaram mais em consideração o processo criativo do que a questão do produto. Em alguns percebem-se erros de execução, como falhas na modelagem. Segundo Mário Queiroz, a moda sempre será um processo coletivo, para que seja alcançado um ótimo trabalho. Por isso, nesta edição, o estilista concedeu aos alunos mais liberdade de criação, porém esta concessão pode ter sido a falta de cuidado, notada em alguns projetos.


Como o GuiaJeanswear acompanha o SCMC desde sua estreia, nós do portal pudemos perceber nesta 5ª edição a alegria e satisfação dos empresários que já estão colhendo frutos com este projeto. O SCMC vem proporcionando aos proprietários de empresas , funcionários e alunos um novo olhar para a moda além do desenvolvimento em design catarinense.

Coleções

Entre as coleções apresentadas a Dudalina com os beneficiamentos dos jeans e tricí´ e a Lancaster com estampas inusitadas nos looks e nas meias surpreenderam tanto na qualidade dos produtos quanto na criatividade. Confira abaixo um pouco sobre as coleções apresentadas:



Lancaster – (FOTOS 1 E 2) As cores fazem referência tanto í  anatomia do corpo humano como í  natureza do organismo. A combinação de estampa, textura e uma modelagem inovadora resultou em formas orgí¢nicas e volumes inesperados. As estampas se estenderam também as meia-calças e sapatos, deixando um visual mais interessante e com mais harmonia.


Dudalina- (FOTO 3) A empresa Dudalina em parceria com a Univali traz para o outono/inverno 2010 da marca Base – A era do Metal. O material influencia na coleção corroendo o jeans, oxidando tecidos, dando cor í s peças.


Lunender- (FOTOS 4 E 5) A marca celebrou o inusitado, com cores alegres, estampas psicodélicas e materiais alternativos.


Dalila- (FOTOS 6 E 7) Tonalidades de rosa, coral e marinho sugerem as cores da paleta do pintor Juarez Machado, que foi inspiração para a coleção. Listrados em preto e branco remetem a férias passadas e texturas em devorê trazem transparências veladas em vestidos e blusas.


Hering – (FOTOS 8 E 9) Utilizado como destaque na coleção, o moletom torna-se um tecido adaptável a vários momentos – nobre, sofisticado e glamuroso, proporciona inovação e além de tudo muito conforto. Aplicações de taxas, ilhós e pedras, remetem í  força e agilidade introduzidas no novo conceito despojado. A utilização de técnicas com texturas como resinado e glitter remete exatamente a proposta da coleção, que é causar impacto.


Assevin – (FOTOS 10 E 11) A correspondência na sacola esconde segredos, mistérios e quiçá histórias de amor. Pousa de leve os registros da aero postale, e sem delongas desnuda-se das amarras de couro, da touca e das botas, expõe suas formas sinuosas, leves e femininas. Sente a brisa das ondas tocando a face, renasce. Marrons, lilases e lavandas a entorpecem. A França em Florianópolis, ví´o sensual, delicado e firme. Inspiração com luzes dos pequenos grãos da areia do Campeche.


Soutex – (FOTO 12) Além das cores, as formas e texturas escolhidas para compor as peças emprestam um toque de excentricidade í  coleção, com silhuetas marcantes e extravagantes, fazendo referência ao movimento presente nas obras do artista plástico pós-moderno Nick Cave.


Buttner- (FOTOS 13 E 14) A suntuosidade da corte de Luis XIV, a sedução do Champanhe e a delicadeza de suas bolhas foram incorporadas nesta Coleção Premium de cama e banho, onde se destacam a nobreza dos materiais como a renda, o cetim e o veludo, além dos bordados e matelassês em fio dourado e o brasão, criado especialmente para a marca.


Tecnoblu- (FOTOS 15 E 16)A construção das peças é resultado de estudos de formas geométricas simples que recebem aplicações de materiais de tags e etiquetas diferenciados com processos de acabamento inovadores da marca, e que por vezes interagem com a roupa e o usuário.


Iriá- (FOTO 17) Entre as sensações e desejos que envolvem o café em toda a sua história, surge esta coleção, onde a sedução flui de forma sutil, mas também sem modéstias, através de ombros a mostra, drapeados e cinturas marcadas. Os cortes de alfaiataria, estampas e bordados remetem a época dos Barões do Café.


Marilua- (FOTO 18)Trabalhando em parceria com a Marilua Têxtil, o Senai Brusque traz uma nova proposta para a malha. Executada de maneira inusitada, transforma-se em siní´nimo de sofisticação, classe, estilo e modernidade;
sem extremismos ou exageros, com calma. Com movimentos suaves e precisos.



Marisol- (FOTO 19) Uma coleção que transforma o misterioso e obscuro cenário da monarquia russa em um conto de princesas onde a realidade e a fantasia se encontram em uma caixinha de música. Tecidos leves, brilhosos, acetinados e aveludados retratam a riqueza dos palácios e o brilho e a sofisticação dos grandes bailes do paí­s.

MARLENE FERNANDES | FOTOS: DIVULGAí‡íƒO