Pesados nas interpretações, inteligentes nas funções

Filigranas metalizados, aplicações destemidas estilo biker, fechos aparentes incisivos e construções embutidas personalizadas por aviamentos com placas de metal. Os bolsos traseiros estão mais “pesados” em suas interpretações, e inteligentes em suas funções, graças à ênfase nos metais e nos fechos, acompanhando o inverno profundo, utilitário e repleto de couro que vem sendo enfatizado pelas lojas da Europa.



Entre os formatos, destaque para o bolso “cuia” e para a variação do desenho básico, que pode manter ou propôr ligeiras alterações no formato reto, a exemplo da Pepe Jeans. O fecho aparente é incisivo nas interpretações, embutido ou acima da abertura do bolso, revelando acréscimo de compartimentos internos sem prejuízo do formato traseiro mais “familiar”. Como efeito final, eleva-se o valor do jeans graças aos aviamentos, e enfatiza-se sua versatilidade para a moda todo-o-dia graças à conveniência utilitária da peça. Filigranas bordados e tachas estilo biker constam como diálogos principais.



Os metais e aplicações estão mais volumosos e destemidos, seja em formatos meia-bola, quadrados ou piramidais. A idéia de formar texturas nas aberturas dos bolsos traseiros predomina entre as coleções. Nossa galeria agrupa interpretações renovadoras com o intuito de manter “abastecido” o repertório de moda dos bolsos traseiros, proporcionando exemplos de marcas formadoras de opinião como G-Star, Marithe François Girbaud, Mavi, Michael Kors, entre outros.

ViVIAN DAVID / FOTOS: EQUIPE GUIAJEANSWEAR