Reto e direto!

O bolso americano com suas curvas é uma tradição nas coleções de jeanswear e anda sempre às voltas pelas araras das grandes marcas. Mas há também quem prefira um discurso reto e direto, seco e sem mais delongas!


Para estes, o bolso em formato reto – como o bolso faca por exemplo – é uma opção sem rodeios, que cumpre o papel funcional do bolso mantendo a fisionomia frontal da peça mais limpa de informações. O resultado é uma proposta mais alinhada e formal para o ambiente urbano, e tão comprometida com a tradição do denim quanto o bolso americano.


Staff, Criminal Damage, Wrangler, Timezone, Mustang e Diesel apostaram nos bolsos faca em seus brutos, vintages, coloridos e manchados fazendo um interessante contraponto entre excesso e limpeza de informações em suas peças, carregando nas lavagens e customizações e economizando em recortes e formas.


Já marcas como Staff, Orta Anadolu, Pepe Jeans, Lee Cooper e Firetrap aproveitaram a discrição do formato reto para carregar em pespontos decorativos, recortes e até duplos bolsos faca na parte frontal de seus jeans. Algumas, como Orta Anadolu, mantiveram a proposta da alfaiataria mesmo com os pespontos e demais interferências outras, como Staff, definiram um novo estilo de bolso faca com total apelo streetwear.


Kon Mon e Orta Anadolu aproveitaram o formato reto do bolso faca para produzir ligeiras variações em seu formato quebrando-o em diferentes inclinações na lateral ou junção do cós. Enquanto isso, marcas como a Lotus Roots e Fuga aplicaram em suas peças a mais precisa definição da expressão reto e direto guardando toda a construção do bolso na parte interna da peça, deixando visível no lado externo apenas o prático fecho de metal. Confira as fotos.

VIVIAN DAVID | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR