Tendência visible mending retoma cerzidos e reparos manuais

A linha do tempo do jeans sempre foi marcada por mudanças conduzidas pelas necessidades reais das pessoas. E se a demanda inicial era de proteção e ao longo da história mudou para moda, luxo, protesto, subversão e até sustentabilidade, os fatos recentes indicam que ele voltará a ser visto como um manifesto anti-consumista.

Só ele é capaz de lidar com essa dualidade de ser moda e ao mesmo tempo negá-la completamente. Independente da pausa ocasionada pelo período de quarentena que estamos vivendo seja longa ou breve, o comportamento do consumidor pós-isolamento ao Covid-19 incontestavelmente vai estar diferente.

A moda precisará ter coerência para se validar, e vestígios de afetividade e manualidade representarão o grande desabafo do consumidor através do estilo. Como um casulo intuitivo para uma tomada de consciência maior, a experiência pós confinamento vai se sobrepor como um valor principal ao senso coletivo.

A apenas algumas gerações atrás, meias, casacos e calças eram condenadas ao uso prolongado praticamente até a exaustão, graças à prática de remendos, reparos e cerzidos improvisados. Após o surgimento das cadeias de fast fashion, um buraco ou rasgo em uma camiseta ou vestido passaram a representar seu fim.

Os caminhos apontam que esta estratégia irá emergir novamente, sendo retomada como um hábito. E a tendência já tem nome: “visible mending”. As hashtags “mendingmatters”  e “menditloveit” já começam a se multiplicar no Instagram, respaldadas pelo livro que apologiza o hábito. Da autora Katrina Rodabaugh, a publicação com o título “Mending Matters” (em tradução livre, Remendar Importa) já era conhecida desde 2013, mas devido ao contexto volta a ganhar fama.

Para além do hábito do consumidor final, aplicar a proposta da manualidade em estoques tende a ser uma solução criativa e de bom tom para o contexto atual e perante o julgamento do consumidor. Produtos envolvendo trabalhos comunitários e abordando coletividade, provavelmente farão mais sentido e essa busca, como já se torna evidente, permanece iminente nas redes sociais.

Por esse motivo, agrupamos modelos de jeans e outerwear denim, diferenciados por cerzidos e remendos aparentes. A curadoria envolve imagens correspondentes ao Verão 2021 nacional de feiras, showrooms e também seleções de influencers de redes sociais.

Para colocar esta estética em prática no momento oportuno, pense em bordados de comunidades ou grupos de upcycle atuando e comunicando a procedência Made in Brasil. Idealize o engajamento dessa transformação por meio de jovem talentos, que irão encontrar nesse tipo de atividade, uma oportunidade de ingresso na vida profissional realizando-se através de um trabalho único e autoral.

Fonte: Vivian David | Foto: Reprodução

Adquira o Guia de Tendências

O Guia de Tendências é um serviço de pesquisa internacional de moda e comportamento para o segmento jeanswear. Quer saber mais sobre esse serviço, entre em contato conosco pelo e-mail atendimento@guiajeanswear.com.br ou pelos telefones (11) 2656-8285 e (31) 99834-8450.

  • Conheça nosso material exclusivo!

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!