Evento é encerrado com desfile sobre a água

A noite da última quarta-feira (02.02) foi marcada pelo encerramento da semana de moda paulista – a São Paulo Fashion Week. Confira abaixo os destaques:


Glória Coelho iniciou o dia de desfiles com sua moda característica que une linhas retas, tecidos nobres e tecnológicos e uma pitada de recortes esportivos, desta vez vindos do motocross.


As calças em couro acompanham vestidos retos, há ainda lindos modelos com babados no veludo e terninhos ultra-futuristas.


Já a moda masculina de João Pimenta traz muitas peças em alfaiataria de lã na cor preta, retas ou evasês e batas inspiradas nos trajes religiosos. Uma moda meio estranha para se ver nas ruas.


Outro estilista que trouxe sua linha masculina, Alexandre Herchcovitch apostou no preto com pinceladas de prata, laranja e cinza em calças confortáveis, bermudas, blazers e casacões de inverno. O denim com aspecto de couro aparece no macaquinho e no casaco com zíper e botões.


Com peças bem conceituais, Fernanda Yamamoto mesclou texturas, tecidos, transparências e estampas em formas e recortes meio esquisitos de vestidos, saias e blusas. Só mesmo as modelos magérrimas para usar suas criações.


André Lima sempre traz seus vestidos chiquérrimos para a passarela e desta vez não foi diferente.


Modelos e chapéus exagerados, para quem realmente quer chamar atenção na festa, vieram com muito brilho, tecidos nobres, drapedados, cintura marcada, comprimentos que vão do joelho ao longo, golas estruturadas, franjas brilhantes, estampas em tons vivos, enormes laços, estilo quimono e muito mais para mulheres que não tem medo de ousar. E, para agradecer a altura de suas criações, o estilista veio de terno e gravata, pronto pra festa.


Literalmente debaixo d´água a Cavalera fechou a SPFW com chave de ouro e um desfile que tem tudo a ver com nossas chuvas de verão.


Na passarela montada na entrada do evento, com espelhos de água nas laterais, os modelos apresentaram um inverno mais escuro, porém com as famosas pinceladas de humor da marca com estampas que remetem a bandeiras e brasões bem coloridos, além de tintas jogadas aleatoriamente pelos desenhos e denins. Parece que todo mundo no universo jeanswear resolveu brincar de pintor nesta temporada.


Mas vamos falar dos jeans tão importantes na Cavalera: irreverentes, eles são ousados tanto para os meninos quanto para as meninas e trazem desde lavagem black com recortes, puídos e rasgos, efeitos matelassados ou resina até os brutos e azuis mais claros com esbranquiçados, manchas amareladas, desbotes e ralados.


As calças ora vêm croppeds abaixo do joelho para elas, ora retas e confortáveis para eles. As garotas ainda usam shortinhos, macaquinhos de manga comprida e mini jaquetas. Para os garotos, bermudas e jaquetas e looks totais em denim.


E, para acompanhar todo este visual jeanswear, muitos vestidinhos, transparências, jaquetas e coletes dourados e, tricôs.