Jeanswear tecnológico é destaque no segundo dia

Ellus


O futuro é aqui, no desfile totalmente hi-tech da Ellus. Aliás, desfile não, mas um vídeo em 3D com dois modelos, Aline Weber e Rafael Lazzini visto com aqueles óculos especiais.


E, vamos falar do que interessa que é o protagonista da coleção: o jeanswear. Ele surge com metalizado no prata que brilha no escuro, no black com resina e delavés com marmorizados localizados, além de zíperes, tachas e ilhoses com metais que conferem um ar rocker moderno às peças.


Para os homens, casacos e coletes em nylon, camisas no bruto ou no black, sem interferências, com lavagens super limpas e em denins confortáveis. As barras viradas ganham a mesma estampa das camisas no xadrez.


As mulheres vão arrasar com micro-vestidos, jaquetas, coletes com inspiração biker, macacões, skinnies, shorts e saias.


Linhas retas, modelagens sequinhas, muito brilho e tons que passeiam entre o preto, branco, prata e xadrez com nuances de vermelho e azul nas camisas masculinas dão o tom no inverno 2011 da Ellus.


Amapô


As famosas estampas da grife invadiram o denim com um trabalho primoroso da Canaã e GB Lavanderias com se fossem obras de arte em meio à miscelânea de estilos e desconstruções que as estilistas Carô Gold e Pitty Taliani adoram fazer.


As sarjas em tons neutros vem nos ternos mais justos para eles ou ainda ganham estampas esmaecidas, como aquarela. O jeans ainda ganha pasta brilhante e furta-cor.


Segundo a marca, a inspiração veio de uma floresta misteriosa presente em pesadelos de criança, mas que na prática mesmo trouxe uma linda mistura de estampas, texturas, tons e recortes como os tricôs quentinhos elaborados como um patchwork, ternos totalmente reinventados dos meninos, o vestido de “paetês tridimensionais”, ou o modelo laço em veludo, totalmente conceituais.


Os acessórios seguem o mesmo esquema lúdico com bolsas em formato de morangos coloridos e botas com textura de cobra ou repleta de glitter.