Metalizados espaciais e cosmopolitas na Diesel Black Gold

Uma coleção de inverno estruturada no próprio DNA e assinatura da marca, mas com uma pitada de futurismo, habilitada pela aparência metalizada capaz de transitar no cenário urbano. A Diesel Black Gold apresentou ontem sua coleção de inverno 2014 (equivalente à 2015 brasileiro) mantendo seu foco em peças estruturadas, ênfase no couro, e no estilo biker minimalista. Mas desta vez Andreas Melbostad, atual designer da marca, repaginou o estilo das peças influenciado por referências como viagens espaciais e astronautas, e assim, desconsiderou um pouco a gravidade na inclusão dos fechos, desconstrução e assimetria das peças.


A coleção inspirada no futurismo transitou de forma mais incisiva nos parkas confeccionados em couro brilhante. No restante do mix, foi notável o visual contemporâneo das monocromias valorizadas por fechos, e a nostalgia “sessentista” presente nas aplicações de discos metalizados, e quadrados brilhantes modificando a superfície de minissaias e vestidos de elastano. No mix de calças, destaque para a ausência do blue denim, e foco na modelagem skinny, atendo-se às cores preto, branco e cinza metalizado.


O xadrez foi interpretado na versão “Príncipe de Gales”, em paleta acinzentada, em alinhamento com o espírito urbano e compenetrado da marca. Muitos materiais utilizados são remanescentes da temporada anterior, como os próprios discos metalizados. O mix de calças “cool” e funcional, como de praxe veio valorizado por fechos aparentes, com ligeiras alterações no gancho, proposto mais baixo do que o habitual. Em síntese, a coleção da Diesel Black Gold trouxe menos reformulações na ordem da alfaiataria, e algumas constatações para o segmento jeanswear, como a ênfase na paleta black com toques e brilhos diferenciados, alta do couro e sua linguagem, inclusão dos metalizados no mix de calças, fecho colocado como aviamento “chave” tanto para os tops quanto para os bottoms, e os parkas com pele atuando como peça desejo do inverno 2014/15.