34ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana deve gerar 20 milhões em vendas

A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana (RNMP) chega a sua 34ª edição entre os dias 3, 4 e 5 de agosto, no Polo Caruaru. O evento promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) e o Sebrae espera gerar 20 milhões em vendas. Na última edição, a RNMP superou em 95% a edição anterior, o que faz crescer a expectativa para a atual.

“A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana é a principal vitrine da moda pernambucana, com a participação de mais de 120 marcas, que expõem suas coleções para o varejo de moda nacional. Evento consolidado no calendário de moda nacional, a RNMP tem sido o principal indutor para as empresas pernambucanas de acesso a novos e estruturados mercados”, explica o coordenador do evento, Wamberto Barbosa.

A iniciativa tem um papel fundamental no contexto de retomada econômica, principalmente neste cenário em que a inflação tem afetado os setores de roupas e calçados. Tendo em vista essa circunstância, a RNMP atua diretamente na movimentação do mercado, realizando, anualmente, dois eventos presenciais. A 34ª RNMP vai contar com 130 expositores e um total de 500 compradores vindos de todas as regiões do país.

Com o objetivo de incentivar o acesso ao mercado nacional de forma organizada e fortalecer a competitividade, a 34ª RNMP vai acontecer em uma estrutura de mais de seis mil metros quadrados no Polo Caruaru.

Além da divisão por segmento, os stands também estarão divididos por três perfis, sendo eles: Stand Tradicional, PE que Cresce e Ala InoveTEX. Cada perfil vai atender um público específico voltado para sua área de atuação.

A Ala InoveTEX é destinada aos fornecedores da cadeia têxtil, levando novidades em tecidos, tecnologia, energia solar, embalagens e outros. Já o perfil PE que Cresce, é voltado para micro e pequenas empresas, em que os expositores podem exibir os produtos em uma versão compacta dos stands tradicionais, adquiridos por um valor equivalente ao porte do negócio.

A presidente da Acic, Ivania Porto, explica que o setor têxtil está vivendo um momento delicado e a RNMP é uma oportunidade de fortalecer e impulsionar as empresas. “São iniciativas como essas que ajudam a estimular o segmento para que os empresários possam continuar ativos no mercado. O evento se torna ainda mais fortalecido a partir das capacitações proporcionadas pelo Sebrae, que elevam os conhecimentos de empresários e empresárias do setor, podendo, assim, trazer atualizações e estratégias modernas que agregam aos negócios. Estamos muito ansiosos para a realização de mais uma edição que promete trazer muitas novidades para a moda”, ressalta.

Para o Sebrae, correalizador do evento, a Rodada de Negócios é muito mais do que um canal de comercialização de produtos. “A RNMP é, além de um dos principais canais de comercialização do setor têxtil, uma apresentação do produto pernambucano para o Brasil. Um dos nossos objetivos, enquanto correalizadores do evento, é desmistificar a qualidade do nosso produto, apresentando nossas produções. Algumas empresas se preocupam em desenvolver novas coleções e produtos para apresentar a estes compradores vindos de várias regiões do Brasil. Posso dizer que a RNMP é um evento único, que tem diversas facetas, um evento rico e completo que integra diversas estratégias”, enfatiza o gestor de projetos da Unidade Agreste Central e Setentrional do Sebrae, Gilson Gonçalves.

Desde a 33ª RNMP, o evento conta com um formato especial do Caruaru Moda Mundo (CMM), projeto da Prefeitura de Caruaru, que leva empresas que já participaram do evento. Nesta edição, o projeto vai levar dez empresas que passaram por uma capacitação especializada.

“Nessa edição nós vamos levar dez empresas que passam dez meses numa capacitação de produto, produção entre várias outras consultorias profissionais e empresariais. Essas empresas, então, participam na Rodada com maturidade e uma estrutura muito mais robusta. Através da parceria da Prefeitura Municipal de Caruaru, Sebrae, com a Acic e Armazém da Criatividade, temos o objetivo de auxiliar várias empresas para que elas consigam vender mais, e também gerar mais emprego e renda para o município de Caruaru”, comenta o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Economia Criativa de Caruaru, André Teixeira Filho.

Fonte: Redação | Foto: Divulgação