Análise do mix de cores, fits e peças em alta

As vitrines da Europa contemplam sempre uma boa resenha de lavagens, fits e bons diálogos para o segmento jeanswear. As informações coletadas referem-se à primavera/verão 2013 (2014 brasileiro).Entre as principais propostas, percebe-se a ênfase nos colors em tons quentes, devorês, jeans com jeitão oitentista, conjuntos estampados e a renovação de peças triviais por novos comprimentos e caimentos.


A Diesel traz uma boa referência para as marcas que buscam desenvolver coleções mais completas e diversificadas em denim. Trata-se da lógica de “inventar” novas e versáteis peças dentro do corriqueiro mix já existente usando “sacadas” descomplicadas para a produção, mas com grande efeito renovador na peça final. Um bom exemplo é o colete que ganha caimento frontal semelhante ao corte jabô. Também o chemisier, com comprimento de sobretudo, que mescla visual de casaco longo com camisa sem mangas, é um exemplo esclarecedor.


Os conjuntos estampados, tão vistos nas passarelas internacionais e assimilados no calendário de moda nacional recente são explorados com motivos místicos e hipnóticos em visual estilo jogging pela marca Kenzo.


A paleta colorida continua em alta, desta vez destacando principalmente tons quentes e revigorantes como o laranja, bem como a disposição e luminosidade do amarelo fluo. O pink é cor desejo do universo feminino, e permanece reverenciando a versão mais graciosa do womenswear. Já o azul cobalto, é uma cor enfeitada e versátil incluída em calças, jaquetas e também em materiais com toques e aparência diversificada, tanto no mix feminino quanto masculino. Por fim, o verde esmeralda é bastante presente nas coordenações complementares ao denim vintage. Na paleta de neutros, além dos tons terrosos desbotados, destaca-se o cinza.


Focando a linguagem jeanswear em especial, destacamos os devorês e as lavagens oitentistas, como tie-dye, bleached e batik, que ganham leituras coloridas, dialogando com complementos em couro na mesma tonalidade. Jaquetas básicas ganham comprimentos mais curtos e femininos, e a perfecto acompanha a mudança também assimilada pelo couro, ao ganhar versões coloridas.


A “saga” dos jeans estampados continua, incluindo o menswear no estilo decorativo, à exemplo da peça Dolce &Gabanna. Também os motivos botânicos exóticos, enfeitam o cinza neutro da Red Skins.


Quanto aos fits, destaque para as skinnies mais ajustadas, acompanhando o gracioso movimento dos tornozelos, efeito ressaltado pelo comprimento cropped. Também o retorno das calças bootcut, sinalizada pela coleção Marithé +François Guirbaud, que enfatiza efeitos originais para a barra do fit. A galeria de imagens traz no agrupamento mais informações em alta passíveis de formar um bom repertório de moda, para o verão 2014.


VIVIAN DAVID / FOTOS: DESIGN VITRINES