Aposta na digitalização pode ser crucial no varejo para sair da crise

A crise provocada pelo surto do novo coronavírus tem preocupado o setor varejista, que está totalmente paralisado de maneira física em diversas partes do mundo. O cenário foi discutido em uma live promovida pela XP Investimentos na última semana, que contou com a presença de Alexandre Frota, diretor-geral Louis Vuitton na América Latina, Carlos Ferreirinha, fundador presidente da MCF Consultoria, Alexandre Birman, CEO da Arezzo, e Roberto Jatahy, CEO do Grupo SOMA.

Com Pedro Mesquita, Shinji Kunii e Marco Tulio como mediadores e representantes da XP, o talk “Grandes empresários do mercado da moda discutem os caminhos para sair da crise” teve a digitalização do varejo entre as principais pautas.

Iniciando o debate, Alexandre Birman detalhes que a Arezzo teve início a sua “quarta era” com a aposta no digital, que já segue nos últimos dois anos transformando a forma como opera sua rede. Em relação ao e-commerce próprio, a companhia já sustenta seus espaço no comércio online há nove anos, e hoje busca colocar 100% do seu estoque disponível na loja virtual e física.

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, a maioria das vendas são realizadas pelo e-commerce. “Quando se coloca isto em conjunto, apoiado pela transformação na forma que as marcas se comunicam, rapidamente abandonamos todo o plano de marketing no ano e adaptamos ao que o cliente quer ouvir”, apontou Birman. “É digitalização e engajamento de marca“, completou.

Apontando que o digital já tem sido uma aposta do Grupo SOMA desde 2009 e 2010, principalmente como referência do público jovem que é target da marca FARM, Roberto Jatahy sinalizou que o objetivo de ações na rede é endereçar que o varejo estava e está em um processo de transformação.

“Em um primeiro momento, existia um ceticismo da capacidade que o varejo de moda teria performando no digital, e isto acabou se verificando que é possível. Hoje, as ações do setor de vestuário já está em segundo lugar (no e-commerce), acho que só perde para eletroeletrônicos em termos de valor”, indicou.

O cenário pandêmico, de fato, alavancou a busca por ocupação no cenário digital. Deixando de lado o pessimismo, Alexandre Frota apontou o momento atual como uma “tela em branco”, provocada e gerada por essa crise, e oferecendo uma oportunidade de redesenhar negócios em um novo modelo de mundo.

“O que se tem certo é que o modelo de agora será muito diferente. Porém, dado que isto é inevitável, cabe a gente entender quais são essas diferenças entre o mundo novo que vamos encontrar muito em breve e, com a compreensão, começar a desenvolver ações que vão nos permitir manter ou até acelerar os nossos crescimentos“, disse o diretor-geral da Louis Vuitton.

Para Carlos Ferreirinha, antes de pensar em uma abertura do comércio já no próximo mês, é preciso ter “massa crítica” e analisar cenário no exterior como referência do que pode acontecer aqui. O consultor apontou que na Inglaterra, por exemplo, a expectativa é que o retorno fique para a segunda semana de junho.

A crise deve provocar um empobrecimento da população em curto e médio prazo. Contudo, uma possível baixa nas exportações de consumo e o câmbio também podem beneficiar o varejo brasileiro. “Muitos brasileiros, quando decidirem viajar, serão viagens de escapismo, não de consumo”, indicou o Ferreirinha, utilizando a valorização do produto nacional entre os “benefícios” da situação atual.

A união pode ser a palavra-chave para recuperação. “Essa crise é de um poder tão épico, que ela pegou todos os elos da cadeia no mesmo momento, em todos os lugares. Se ela pegou todo mundo da mesma forma, acredito que uma das soluções plausíveis é que a gente entenda que precisamos voltar a nos falar como cadeia. Precisamos entender uma trama de conversa, de diálogo”, afirmou Carlos Ferreirinha.

O Brasil não é o Brasil da Oscar Freire, estamos falando de Agreste de Pernambuco, de Brás em São Paulo […] Se chegarmos no final da travessia com menos individualismo e mais coletividade, teremos tido um ganho significativo no meio disto tudo”, finalizou.

Confira a transmissão ao vivo na íntegra clicando aqui.

Fonte: Thaina Barros | Foto: Reprodução