Capricórnio investe em maquinário e apresenta lançamentos

Desde 2008, a Capricórnio Textil tem feito grandes investimentos em melhorias e maquinários. Para a unidade da indústria de Bragança Paulista, foram adquiridos novos teares, já São Carlos recebeu noví­ssimas máquinas de í­ndigo. Dentre os anos de 2009 e 2010, a empresa investiu cerca de 35 milhões em máquinas de í­ndigo e modernização completa de efluentes.

A aquisição mais recente da Capricórnio foi a compra de 102 novos teares jatos de ar de última geração que comportam 1000 batidas por minuto totalizando a capacidade mensal de 2 milhões de metros. Os equipamentos foram instalados na unidade de São Carlos e acabaram de ser inaugurados. í‰ possí­vel rodar qualquer artigo da linha de produtos nestes novos teares, que estão ligados aos também novos compressores ecológicos, que reduzem significativamente o consumo de energia elétrica.

Novos artigos

Com propostas bastante distintas, e materiais nobres, a Capricórnio Textil lança dois tecidos com pesos, construções e composições praticamente opostas — Positano e Sicilia.

O primeiro é um tecido encorpado, composto de 99% algodão e 1% elastano, com construção 3 x 1 que atende bem ao público masculino, mas também transita pelo feminino. Seu peso é de 11 oz e o tingimento é o topping.


Já o Sicilia possui peso de 8,5 oz, construção 2 x 1 e é composto de 77% de algodão e 21% de poliéster. A base recebeu ainda acamento Micro Slub, que confere í  superfí­cie do tecido um aspecto sutil e refinado e suporta todos efeitos de lavagem.

Foto 1 – Positano

Foto 2 – Sicilia

REDAí‡íƒO | FOTOS:DIVULGAí‡íƒO