Coloridos como nos velhos tempos

Acompanhando o cheiro de naftalina da decoração e das coleções de jeanswear predominantes nos stands da BBB Berlim, os jeans coloridos também tiveram suas nuances influenciadas pelo clima de nostalgia.


As cores saturadas como o vermelho tomate e o verde folha estiveram presentes como opções clássicas para consumidores de moda formadores de opinião.


Mas a ênfase esteve nos coloridos envelhecidos e apastelados, em tons suaves com ênfase nos azuis, amarelos (desbotado tipo chazinho de vovó), violetas, verdes (principalmente o verde água) e de maneira mais recorrente o rosa antiguinho (muitas vezes obtido pelo desbotamento do vermelho ou pink). Este último, foi explorado com maior intensidade em diversas nuances.


Para obter essas variações dos coloridos as marcas utilizaram principalmente a lavagem com ácidos. Efeitos puí­dos e used também foram explorados.


Amassados empapelados também foram a escolha para deixar as peças com cara de brechó, bem como bigodes e puí­dos. Elementos da alfaiataria como pregas, botões de casear e lapelas também enfatizaram esta idéia em algumas peças.


Os coloridos desta vez não vieram tão básicos na construção e na escolha dos aviamentos. Botões e rebites exagerados, pespontos decorativos em bolsos ou em cores contrastantes ao tingimento, pequenos buracos, bigodes, lixados e recortes complementaram a proposta da temporada de forma contemporânea.

VIVIAN DAVID | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR