Construções influenciadas pelo visual delavé e destroyed

Em meio à diversificada gama de lavagens propostas para o Inverno 2016, a linguagem desgastada do jeans destroyed, e o visual ameno do índigo delavé, sem dúvida se mostraram as aparências mais representativas da temporada. No dueto com estes dois beneficiamentos, os bolsos-relógio deixaram-se renovar por lógicas similares ao acabamento predominante na peça.



Na peças caracterizadas pelo beneficiamento distressed, o visual esburacado do jeans poluído por patches incentivou misturas de materiais, cerzidos estilo pespontão, filigranas e formas mais agressivas com pegada rocker. Entre as marcas que mais trabalharam este estilo, destaque para a Affliction, marca que carrega o lifestyle rocker como parte do seu DNA.



Já nas calças pontuadas pelo estilo ameno do acabamento delavé, bons diálogos se formaram através do formato cuia, representado tanto por pespontos marcando o fundo, quanto no formato principal. Ainda nas lavagens macias, destaque para espelhos trabalhados por recortes curvos e fechos aparentes com puxadores delicados em materiais como a camurça.



Os pespontos foram trabalhados como uma espécie de assinatura do lifestyle de cada marca. Enquanto linhas com maior titulagem e cores mais contrastantes foram o foco das peças mais poluídas, a linha palha em pontos mais delicados, diferenciou com suavidade as linhas que pontuaram os bolsos relógio. Nas calças com apelo unissex, e proposta vintage, destaque para formas retas e clássicas com “jogadinhas” de rebites e interrupções provocadas por pespontos. Confira em nossa galeria os diálogos entre os bolsos-relógio x beneficiamento, capturados por nossa equipe nas feiras Bread & Butter, Premium e Panorama.

VIVIAN DAVID / FOTOS: EQUIPE GUIAJEANSWEAR