Consultor e especialista em marketing digital, Saulo Ferreira analisa setor em relação ao mercado têxtil

A tecnologia está, mais do que nunca, inserida no setor têxtil e preciso adaptar-se a esta nova realidade. Saulo Ferreira, consultor e especialista em marketing digital, trouxe uma análise sobre o setor e sua visão sobre o marketing digital em relação ao mercado têxtil no Brasil.

Publicitário de formação, mas atuando com marketing digital desde 2011, Saulo Ferreira é consultor de marketing em vários setores do mercado e auxilia empresas, sites e startups a criar sua identidade no mundo digital e atingir objetivos que muitas vezes parecem complexos.

Em 2022, auxiliou o portal Guia Jeans Wear a alcançar alguns objetivos técnicos em sua página e, por isso, decidimos extrair sua opinião sobre como enxerga o marketing digital no setor têxtil e na moda jeans e quais são as perspectivas para o futuro. Confira abaixo:

Guia JeansWear: Em um conceito geral, do que se trata o marketing digital?

Saulo Ferreira: Basicamente, o marketing digital é uma extensão do marketing como um todo para as mídias digitais: redes sociais, plataformas de divulgação de conteúdo, blogs, sites, e-commerces, marketplaces, etc.

Infelizmente, como em todos segmentos, conheço muito aventureiro que só por ter aprendido a manipular as ferramentas de social media, já se auto intitula “profissional de marketing digital”. O conceito não é tão simples.

O marketing digital precisa ser entendido de uma forma simples:

1 – Entende-se o que é marketing e como deve ser aplicado no meu negócio
2 –  Aplica-se ele utilizando as mídias digitais
Ponto!

Se não houver conceito, campanha, criatividade, entendimento de mercado, entendimento de público, começo, meio e fim. Jamais uma estratégia de marketing vai funcionar. Seja ela no digital, analógico ou impresso!

GJ: Como o setor têxtil se relaciona com o marketing digital hoje?

SF: Vejo o setor têxtil ainda em crescimento com relação ao marketing digital assim como todo o setor industrial de forma geral.

Participei de um Webinar da RD Station em 2017, onde um CEO (infelizmente não me lembro o nome) fez uma afirmação em que a “bolha do digital” só explodiria no Brasil quando todo o setor industrial aderisse ao marketing digital sem ressalvas.

Obviamente, o setor têxtil está a frente dos demais setores da indústria, talvez impulsionado pelos varejistas que naturalmente são mais agressivos e acabam desbravando tecnologias. Mas ainda vejo o setor como um todo com um bom caminho a percorrer.

GJ: Qual a importância de empresas e marca investirem neste sentido?

SF: É de extrema importância! Quando eu falo na questão de “crescimento” muito é no sentido do investimento financeiro nas plataformas.

Aproximadamente em 2012 aconteceu um caso: a Coca-Cola zerou todo investimento em mídias, criou páginas no Facebook e passou a divulgar todo seu conteúdo nessa plataforma. Imediatamente o Facebook limitou a distribuição de conteúdo e passou a cobrar para entregar. Justo não?

Muitas empresas do setor industrial são acostumadas a gastar muito com feiras, eventos, mídia impressa, mídia televisiva, mas quando se fala sobre investimento nas mídias digitais tendem a achar caro.

É necessário não só investir em ações patrocinadas, como também investir nos profissionais, buscar especialistas para criação e administração de suas campanhas, só assim os resultados virão de fato e o setor irá se profissionalizar nesse sentido.

GJ: Na sua opinião, quais seriam os próximos passos do mercado têxtil no quesito?

SF: Acredito que a profissionalização da comunicação para a internet está no caminho certo! Um maior investimento do setor têxtil na valorização das personas, gestão de dados, identificação das “celebridades digitais” que realmente trazem relevância a marca, são os passos que aprimorarão o setor.

Lembrando claro que, as marcas de maior nome e que já possuem uma cultura no chamado “marketing tradicional”, com certeza já percorre esse caminho com muita qualidade e profissionalismo. Se alguém que lê pegar um ou outro exemplo isolado vai pensar que o que eu cito não faz sentido. As pontuações que eu fiz são feitas em cima da minha experiência quando analiso o mercado como um todo.

Serviço

Para entrar em contato com Saulo Ferreira, basta enviar um e-mail para saulo.cofer@gmail.com.

Fonte: Thaina Barros | Foto: Reprodução