Criador da John John Denim lança marca premium inspirada no design italiano e com lavagens manuais

Quando se tem no sangue o DNA do denim e o conhecimento de todos os processos para o desenvolvimento do produto, é impossível não fazer sucesso. E é exatamente essa a característica da Motor Oil, marca criada há um ano por João Foltran, fundador da John John Denim. No início, a grife atendia somente no atacado e há quatro meses ganhou loja própria no varejo, num aconchegante e descolado espaço da Oscar Freire, em São Paulo.

“Essa loja atual era nosso showroom, mas havia muita procura pelo consumidor final, por isso, transferimos o atacado para outro endereço e, transformamos o espaço na venda para o varejo”, afirmou João.

Em sua terceira coleção, o denim premium busca inspiração no design italiano, inclusive com algumas peças confecionadas com tecidos do país, da empresa Candiani Denim, além da parceria com a indústria química Garmon.

O diferencial da Motor Oil, que ganhou esse nome devido a paixão do proprietário por motos, é o processo manual realizado em lavanderia própria com muitos aspectos useds, como se tivessem surgido realmente pelo uso. Alguns modelos recebem também processos que não utilizam água como o ozônio e resina. O cuidado com os beneficiamentos é tão grande que as peças podem passar de quatro a cinco vezes pela revisão. Além disso, o interior também é trabalhado com detalhes como mistura de tecidos, costuras ou aviamentos exclusivos.

“Nossos diferenciais são a qualidade, design, modelagem e, conforto, tudo isso vinculado ao preço da vida moderna”, comentou João. O valor das calças jeans, por exemplo, variam de 148 a 598 reais, com numeração que vai do 38 ao 46 para os homens e 34 ao 44 no feminino.

Para o Verão, destacam-se respingos de tinta, esbranquiçados ou amarelados, bigodes, amassados, costuras coloridas e uma profusão de rasgos, patchs, puídos e desfiados. Segundo João, o Brasil tem uma carência de shorts femininos, por isso diversificou bastante seus modelos que giram em torno de 80 peças diferentes por coleção. Entre os shapes, a skinny sempre é campeã de vendas, seguida da flare mais ajustada na perna e a reta com a boca levemente aberta. As tonalidades passeiam entre o delavê, baby blue até o bruto e o black. Os bordados também são importantes e permeiam diversos modelos com florais que ganham pedrarias, e desenhos de insetos. As listras laterais seguem o conceito esportivo em tons como branco, azul e vermelho.

Com uma equipe enxuta tanto na fábrica quanto na lavanderia, João participa de todos os processos dentro da empresa e, diz que é importante informar o consumidor, seja através das mídias sociais ou através de seus vendedores super treinados sobre o conceito da marca, que já nasceu com foco no denim premium a preços competitivos.

E, parece que tudo isso tem dado certo. Segundo João, a Motor Oil está com propostas para a abertura de lojas próprias em alguns shoppings de São Paulo e, promete muitas novidades em breve.

Fote: Vanessa de Castro | Fotos: Equipe Guia JeansWear