Diesel reforça atendimento humano em plataforma imersiva de vendas digitais

De todos os desafios que o isolamento social trouxe para a moda, a necessidade de tocar os têxteis e viver a experiência imersiva das marcas com a mesma intensidade do modo físico, sem dúvida, foi a que mais roubou seu apelo emocional. E como paixão sempre foi seu impulso maior, a reação a essa lacuna se mostrou urgente.

Grandes marcas e varejistas ao redor do mundo tem empenhado esforços na tentativa de tentar reproduzir, ao máximo, todas essas vivências tão singulares ao setor. Neste cenário, são as experiências online imersivas que estão sendo colocadas como solução por muitas marcas de moda para substituir os tradicionais showrooms.

A plataforma de e-commerce B2B NuOrder de Los Angeles, nos Estados Unidos, lançou recentemente uma solução para varejistas que desejam abrir showrooms no mundo dos pixels, permitindo que suas peças possam ser apreciadas em 360 graus. A ASOS, por sua vez, está usando tecnologia AR de realidade aumentada, para simular avatares das modelos oficiais da marca. Tudo para que as roupas sejam exibidas em uma vitrine virtual evitando riscos de contagio para as modelos.

Mas foi a italiana Diesel, que até agora lançou a ferramenta mais comprometida com as relações emocionais envolvidas nas negociações de moda, o HYPEROOM. Trata-se de uma plataforma de vendas digital e espaço de exposição, que assim como a NuOrder permite display em 360 graus dos produtos.

O que temos é uma ferramenta digital que supre aquela volta ao redor da peça, que tanto se aprecia nas vendas físicas. Porém, o forte comprometimento com a reprodução da experiência emocional de uma negociação física está presente em uma outra características importante dessa plataforma: o fato de que toda a jornada é acompanhada por um vendedor físico da marca.

A experiência começa com uma janela digital, que cria uma conexão emocional com o espectador, ao mesmo tempo em que apresenta o astral e as peças mais icônicas oferecidas. Deste ponto em diante, uma rebuscada arena de componentes interativos são revelados.

Ao longo da jornada pela plataforma de vendas, um colaborador da Diesel vai narrando ambientes, conceitos e coleções. O estilo de cada roupa e acessórios pode ser visualizado em 360 graus, já os detalhes dos itens, podem ser observados muito de perto através de closeups em 2D com descrições detalhadas. Todo esse percurso, é feito um ambiente virtual que passa ao cliente a vibração da marca e da coleção em questão.

O formato do HYPEROOM foi idealizado para permitir uma experiência imersiva com engajamento emocional entre compradores e vendedores. A proposta é fazer com que os compradores se vejam envolvidos por uma jornada completa, fortemente inspirada no típico showroom.

Buscando recriar digitalmente todo esse processo de vendas, a Diesel habilitou seções de compras remotas através de aprimorados e abrangentes ativos digitais. Visando minimizar o fato de que as trocas não vão acontecer em um espaço não físico, o processo de tomada de pedidos tornou-se através da ferramenta, ultra-simplificado. Para concluí-lo, existe uma interface de fácil utilização que proporciona ao comprador uma visão geral das suas compras e seleções.

Fundamentado em três pilares, sustentabilidade, aceleração digital e positividade, a ferramenta reduz o numero de amostras criadas especificamente para vitrines e também a necessidade de viagens para venda de novas coleções.

 

Fonte: Vivian David | Fotos: Divulgação