Dorlet lança botão removível favorável à circularidade do jeans

Nos tempos instáveis em que vivemos, falar em tendências de moda soa como frivolidade – salvo a validação de referências que apresentem longevidade e respaldos ambientais. Por isto, é importante tomarmos este momento para realizar uma curadoria de influências, inspirações e referências positivas, ainda que sejam nos detalhes que a envolvem.

E o tópico da vez é o botão do jeans. Metais fixos sempre fizeram parte da característica icônica do setor. Porém, acima de tal característica, a vocação para mudança e transformação alinhada às demandas de consumo sempre se sobrepôs. Com os caminhos apontando para a moda circular, o aviamento muitas vezes impede que uma peça possa ser classificada como 100% reutilizável, dificulta o processo de upcycle ou mesmo envelhece seu estilo antes da própria calça.

Como resposta a este cenário e ao crescimento dos resíduos gerados pela indústria do vestuário, a fabricante de aviamentos francesa Dorlet lançou uma linha de botões removíveis para o jeans. Intitulada Diabolo, gama de botões foi especialmente desenvolvida para facilitar a circularidade da cadeia.

O desenho da linha Diabolo da Dorlet, permite que o consumidor remova o botão fixo ao final da vida útil do seu jeans, de modo que o componente não impeça a reciclagem completa da roupa. Simultaneamente, habilita as marcas oferecer aos seus clientes a opção de customização do jeans através da troca de botões entre as peças. Já o consumidor final, se beneficia pela infinita reutilização do botão, podendo ele alterar a cor, a forma e o formato do material de acordo com o estilo de sua preferência.

Nós temos a possibilidade nos mover do modelo de extração pós consumo linear para o circular através da criação de produtos desenvolvidos e pensados para a fácil remoção e reutilização na forma de recurso, ao invés do mero descarte de um resíduo”, explica Thibault Grezaut, CEO da Dorlet. “Com a linha Diabolo, nós estamos aptos a levar as marcas um passo a frente rumo à moda circular.”

A coleção marca os esforços da companhia para tornar a cadeia de fornecimento de metais mais sustentável. Os botões Diabolo são feitos com duas das tecnologias mais sustentáveis da companhia: Wild e Raw. A tecnologia Wild, substitui o processo tradicional de chamamento por outro que emprega 50% menos de água, 60% menos de eletricidade reduz em 80% o uso de produtos químicos.

Já a tecnologia Raw, avança um passo frente no uso de químicos através de uma pigmentação que aprimora a cor natural do metal.

Fonte: Vivian David | Foto: Reprodução