Dries Van Noten em duelo azul e branco

Entre manchas de alvejamento e reservas do corante í­ndigo travou-se um duelo radical entre o azul e o branco. No desfile da grife Dries Van Noten, apresentado na semana de moda de Paris, a competição entre a presença e a ausência do corante í­ndigo nas peças em jeanswear criou padronagens do acaso, minuciosamente planejadas pelo handmade.


Um duelo, onde o beneficiamento praticamente converteu-se em técnica de estampagem. Competindo por espaço no denim, ora o í­ndigo torna-se o fundo para manchas brancas formadas pelo alvejamento, ora o branco é o suporte para reservas do corante í­ndigo.


No mix de peças em denim da coleção, muitas camisas estampadas pelo efeito manchado, calças em white denim, jaquetas e coletes. Para pontuar o look, uma alfaiataria impecável, com casacos longos.


Em alguns í­tens da coleção, o efeito manchado foi tão regular, que lembrou uma estampa floral. Em outras, o efeito foi localizado e esporádico, criando contrastes assimétricos, desequilibrando cortes e construções básicas. Confira as fotos.


VIVIAN DAVID | FOTOS: REPRODUí‡íƒO