Edwin renova colaboração com Martelli com linha de jeans artesanal

Quem é amante do jeans sabe que nada se compara ao conforto de uma five-pockets batida, surrada, e trabalhada pelo volume do corpo durante o uso no dia-a-dia. Felizmente, as lavanderias mais influentes estão aprimorando cada vez mais o “know how” em reproduzir com fidelidade tal processo, poupando os consumidores do longo calvário que envolve a transformação de um jeans novo, em uma peça de “estimação’. Um bom exemplo está na segunda edição da colaboração entre a lavanderia italiana Martelli, e a marca Japonesa Edwin para a coleção de primavera/verão 2014 (equivalente à 2015 nacional).


Enquanto a Martelli, é reconhecida pelo “expertise” em lavanderia, incluindo processos artesanais, a Edwin é mundialmente famosa por produzir os próprios denins, seguindo a escola original da fabricação do tecido, com máquinas antigas originais e know how quanto à manufatura do mesmo.


Os acabamentos dados ao tecido Rainbow Selvage – criação da Edwin – fazem parte do processo artesanal G-Wash da Martelli, os quais seguem os princípios de uma aparência lavada natural, e obedecem com fidelidade à reprodução do visual e à sensação de um denim naturalmente trabalhado pelo uso, durante um período aproximado de dois anos. Em diferentes níveis, o acabamento foi aplicado aos modelos ED-55 e ED-80 da marca.


O G-5, corresponde ao primeiro estágio deste desgaste, com marcas de volume em 3D e joelhos trabalhados. Já o G-6 e G-7, correspondem ao segundo e terceiro estágios respectivamente, e além dos volumes no joelho e marcas artesanais em 3D, levam o estimado efeito sujinho para o visual todo-o-dia em diferentes intensidades. Por fim, o G-8, último estágio da aparência desgastada, além de acentuar os demais efeitos das lavagens anteriores, também é acrescido de abrasões e detalhes reproduzindo reparos manuais. Confira os detalhes em nossa galeria.

VIVIAN DAVID / FOTOS: DIVULGAÇÃO