Entra o pesponto, sai o filigrana!

Nem sempre pesponto e filigrana conseguem conviver pacificamente no espaço do bolso traseiro. Em alguns casos, a tradicional costura utilitária se torna auto-suficiente o bastante para garantir sozinha todo o diferencial e toque de moda da vista traseira de uma calça jeans.


Uma receita simples que traz infinitas possibilidades é combiná-los no amarelo queimado com o índigo profundo. Bem trabalhados os pespontos podem harmonizar a silhueta e dispensar artifícios como bordados ou aplicações, com resultados simples que se voltam na maioria das vezes, para um público sofisticado.


Retas, curvas, pespontos fujões (atravessando a linha dos bolsos traseiros) e travetes largos são os ingredientes desta receita “fast-fashion” que tem público fiel garantido. Para acompanhar, destaque para etiquetas glamourosas ou discretas em forma de passante/martingale. Confira os croquis.


VIVIAN DAVID | CROQUIS: VIVIAN DAVID