Garimpo de detalhes inspiradores nas coleções

Temas, peças-chave, lavagens e fits. À primeira vista os desfiles do calendário oficial de moda, nos alimentam de maneira fundamental com tais informações. E nessa trajetória de pesquisa, pespontos, aparências de aviamentos, contornos e construções muitas vezes se perdem devido ao olhar focado na leitura de um visual desejo. Por esse motivo, nosso “review” dos desfiles que Milão, desta vez se atém a um garimpo de informações interessantes para aviamentos, recortes, bordados e construções, com o objetivo de proporcionar ao leitor inspiração para novas fisionomias.


Em Gucci, as fisionomias são familiares, porém adquirem leitura renovada pela proporção. Dotadas de influência setentista – tema extremamente direcional para a temporada, vestidos e blusas reforçam o estilo “Western”, eternamente associado à história do material, o qual se fez notar com maior força pelos metais volumosos, mais salientes do que o habitual. O desenho foi repetido de forma enfática nos vestidos, e salientado pela mistura de tonalidades de diferentes tons de índigo. Também as amarrações trançadas com camurça, detalhes que não são novos, mas que alcançaram leitura inédita pelas estruturas exageradas colocadas na passarela, as quais com frequência foram utilizadas como um truque para interferir no shape das peças ou controle de decotes. Também o militarismo, presente em aletas e lapelas figurou em tamanhos maiores do que o convencional.


A mesma influência teve seu contraponto nas coleções de Alberta Ferreti e novamente em Gucci, através dos vazados florais que embelezaram o índigo, criando efeitos delicados. Alberta Ferreti, acrescentou transparências ao desenho, através da mistura do detalhe com o visual do tule, outro material que vai dialogar fortemente com o denim no Verão 2016.


Já o lado materialista e o culto ao corpo de Moschino, materializado pela inspiração na boneca Barbie, trouxe detalhes de fácil confeccção para tops e calças, tais como filigranas em bojos, debruns na cor pink, paetês translúcidos em lavagens delavé, e cortes diferenciados para shorts.


Fendi incluiu construções rebuscadas na calça jogging, e sugeriu camadas pela repetição de formatos quadrados no outerwear.



A temporada também se destacou pela riqueza dos aviamentos. Enquanto os anos 70 de Etro sugeriram o visual de galões étnicos, penduricalhos com penas, contas de cerâmica e miçangas, bons investimentos para guiar compras de aviamentos das coleções; Dolce & Gabanna praticou a alquimia do mix de aplicações, trazendo à tona o bom dueto das pedrarias sortidas e multicoloridas no jeans lavado. Confira os detalhes ampliados em nossa galeria, que não se restringe ao material denim e também proporciona a leitura de interpretações criativas de calças.

VIVIAN DAVID | FOTOS: STYLE.COM