Grupo GB Customização promove Semana Têxtil

Está acontecendo essa semana, 01 a 05 de dezembro, no showroom do Grupo GB Customização, a Semana Têxtil direcionada aos confeccionistas. Dessa vez o Grupo GB, em parceria com a Texpal e a Santana Têxtil, lança a coleção de Janeiro. São belíssimos tecidos Santana, customizados pela lavanderia com inovadores produtos e tecnologias da Texpal.


No primeiro dia do evento, uma apresentação mais técnica direcionada aos representantes da Santana, feita pelo Grupo GB, apresentou a pesquisa de comportamento e mercado que a empresa desenvolveu na Europa e também das tendências de mercado globais, ressaltadas por Marcelo Coutinho e Vinicius Azevedo.


A apresentação contou com uma coleção bem comercial e diversas possibilidades de lavanderia nos tecidos da Santana Têxtil. Um dos denims mais explorados foi o tecido Sustentare, que resultou diferentes possibilidades de lavagens.


Em uma palestra conduzida pelo diretor da Texpal, Norberto Canelada, ele afirmou que quando o tecido tem qualidade, o mesmo possibilita a melhora da produtividade, qualidade de costura e possibilidades de lavanderia. É possível desenvolver produtos diferentes com o mesmo tecido, possibilitando giro maior de estoque e padronagem mais assertiva. Norberto também citou a evolução das 4 ondas, apresentadas por Marcelo Coutinho no 8º Laundry Show, organizado pelo grupo GB.


Focando a evolução do mercado jeanswear, o valor percebido na primeira onda do denim era o tecido. Nessa época o consumidor valorizava marcas reconhecidas no mercado, Já na segunda onda, a qualidade de costura, tecido e lavanderia eram, nessa ordem de importância, as características mais relevantes para o consumidor.


Na terceira onda, o estilo e a lavagem dominavam as atenções; e agora, na quarta onda, a lavagem vai para o topo e é o valor mais percebido pelo consumidor. As lavanderias modernas hoje estão se tornando centros de processamento de peças confeccionadas. O cliente recebe a peça pronta e embalada.


Norberto Canelada cita sua visita à Lavanderia 7 Léguas no México, lavanderia modelo que produz 1 milhão de peças/mês, onde pode observar o investimento em máquinas de última geração, com conceitos de tecnologia avançados, que visam otimizar o processamento de banho das peças, economizar água e energia. Outra tecnologia destaque é o sistema que substitui a centrífuga pela prensa, não exigindo trabalho braçal. A empresa também possui 5 máquinas de ozônio e 13 maquinas Twin de 1.200 W cada e 2 menores de 200W., que favorecem uma produção mais rápida e sustentável.

Já o Grupo GB, sempre de olho nas novidades do mercado, está buscando trabalhar a eficiência e produtividade, onde pretende expandir e investir em maquinários de última geração nos próximos anos, para se tornar uma empresa modelo e um centro de processamento de peças confeccionadas.


O grupo GB Customização hoje conta com 4 unidades de lavanderia, 400 funcionários e lava 500 mil peças mês. A empresa, com 30 anos de existência, tem investido em máquinas a laser e ozônio da Jeanologia, oferecendo ao mercado peças com efeitos diferenciados e produção eficaz.


Segue a dica do Marcelo Coutinho que a crise vai piorar, e é neste momento que as empresas têm de investir para se manter na frente, enfrentando a crise com coragem, planejamento e criatividade.


As exigências de mercado nas questões reais de sustentabilidade mostram que as lavanderias terão de investir em tecnologia para que possam se manter no mercado e fazer um trabalho dentro do sistema ambiental, diferenciado e com custo mais baixo. O futuro é a eficiência e produtividade.

MARLENE FERNANDES | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR