Hyosung anuncia fibra têxtil fabricada a partir de redes de pesca abandonadas

A Hyosung estabeleceu uma parceria com o município de Busan, na Coréia do Sul, para lançar uma nova fibra têxtil de poliamida fabricada a partir de redes de pesca abandonadas. A companhia sul-coreana assinou um memorando de entendimento com o governo da cidade e a Netspa, uma empresa voltada para atividades amigas do ambiente, para produzir têxteis ecológicos obtidos a partir da reciclagem de redes de pesca abandonadas.

A parceria foi firmada para reduzir a poluição dos ecossistemas marinhos e prevê que o município crie um sistema para a separação de redes de pesca abandonadas, enquanto a Netspa ficará responsável por lavar e processar as redes recolhidas, indica a Hyosung, que com essas redes irá produzir poliamida Mipan Regen Ocean.

Desenvolvida pela Hyosung em 2007, a fibra é uma versão de poliamida da fibra de poliéster reciclada Regen, que é fabricada a partir de garrafas PET transparentes.

Até agora, a Mipan Regen era feita a partir de fios ou chips de poliamida desperdiçados durante o processo de produção, porque havia dificuldades para extrair direto de redes de pesca. O acordo, refere a Hyosung em comunicado, “abre o caminho para uma oferta estável de redes de pesca descartadas”.

O presidente do conselho de administração da Hyosung, Cho Hyun-joon, destaca que a empresa “tem desenvolvido matérias-primas amigas do ambiente, incluindo poliéster, poliamida e elastano, com a sua própria tecnologia”.

Impulso à reciclagem de poliéster

A empresa sul-coreana fez ainda uma parceria com a Autoridade Portuária de Yeosu Gwang e a marca de moda Pleatsmama para usar as garrafas de PET transparentes dos navios que entram e saem do porto para produzir a fibra Regen Ocean.

A autoridade portuária irá fornecer sacos aos barcos que saem, para que possam separar as garrafas, e recolhê-los quando voltarem. Já a Pleatsmama vai produzir vestuário e sacos com a fibra reciclada da Hyosung.

Segundo a Hyosung, as marcas mundiais estão manifestando interesse crescente pela certificação Ocean Bound Plastic, atribuída pela agência holandesa Control Union, e a empresa sul-coreana está a tentar obtê-la, devendo ser a primeira entidade do país com a mesma.

A Hyosung ainda está produzindo sacos e vestuário eco-friendly com a fibra reciclada Regen em cooperação com a província autônoma Jeju-do e com a câmara municipal de Seul desde o ano passado. Os produtos têm se revelado muito populares junto dos consumidores e a empresa planeia expandir o seu mercado em cooperação com os municípios de toda a Coréia do Sul.

“A Hyosung tem estado envolvida em vários projetos para proteger o ambiente. Vamos continuar praticando uma gestão sustentável testando vários projetos para estabelecer um sistema para um ciclo virtuoso de recursos”, garante Cho Hyun-joon.

Fonte: Portugal Têxtil | Fotos: Reprodução