Hyosung lança elastano que oferece conforto e recuperação de forma do denim

A gigante sul-coreana de fibras Hyosung está lançando um novo elastano, que aumenta o conforto do denim, mas mantém, durante mais tempo, a forma. Trata-se do Creora 3D Max, que apesar de ter muito mais elasticidade, pode ainda ser sujeito a acabamentos diversos, incluindo a utilização de laser. O artigo foi apresentado pela primeira vez na feira virtual Kingpins24.

“O denim, nos seus muitos estilos e acabamentos, é a escolha obrigatória de vestuário para consumidores em todo o mundo. E ter conforto o dia todo sem sacrificar a manutenção da forma é uma exigência“, explica a Hyosung.

O elastano 3D Max confere aos artigos de denim propriedades como elasticidade elevada e “excelente” recuperação de forma, que dura muito tempo. Os jeans fabricados com 3D Max, de acordo com a empresa, também oferecem um toque e aspeto natural e a fibra permite acabamentos amigos do ambiente e tratamentos laser.

“No denim, tem sido tradicionalmente difícil conseguir muita elasticidade sem ficar distendido ou largo”, afirma Mike Simko, diretor de marketing de têxteis da Hyosung. “A indústria quer mais de 50% de elastano, mas querem com menos de 5% de relaxamento. Embora haja atualmente uma forma de conseguir estes objetivos, pode ser dispendioso e restritivo, por isso as fábricas e marcas têm pedido à Hyosung uma solução melhor”.

Desenvolvimento em colaboração

Durante debate online na Kingpins24 sobre a importância de desenvolvimentos realizados em colaboração e como a indústria de denim pode beneficiar do trabalho em conjunto, Tim Huesemann, diretor e acionista da especialista em jeanswear Panther Denim & Tat Fung, revelou os benefícios da fibra introduzida pela Hyosung.

“Um deles é que se quer fazer denim onde possa ser aplicado laser, por isso é preciso assegurar que o fragmento de poliéster é reduzido. Uma vez que este é à base de elastano, um componente de elevada elasticidade, pode realmente beneficiar a lavagem a laser para qualquer tecido jeans. Estamos mesmo acrescentando tingimento que possa ser usado com laser para melhorar o produto 3D Max”, afirmou.

Uma das consequências da crise pandêmica, apontou Huesemann, é que “as pessoas querem mais conforto, por isso os artigos denim de elasticidade elevada são um dos focos, mas ainda com uma aparência muito autêntica”.

Neste debate, Mike Simko também abordou o elastano Creora Regen, certificado GRS (Global Recycled Standard), feito a 100% com a recuperação de resíduos, e o recente lançamento do elastano de base biológica, e também produzido 100% a partir de fontes renováveis, essencialmente milho industrial.

A procura de reciclados tem aumentado, como afiançou Simon Whitmarsh-Knight, diretor de marketing da região EMEA (Europa, Médio Oriente e África) na sua intervenção durante a conferência anual da ITMF. “Produzir uma boa fibra de forma sustentável é o principal”, destacou ao Jornal Têxtil.

“Na Hyosung, o nosso objetivo é reduzir os resíduos, não apenas comercializar produtos”, confirmou agora Mike Simko. “Por isto, seja o nosso elastano ou a poliamida ou o poliéster, (a fibra) Regen é toda 100% resíduos recuperados”, resumiu o diretor de marketing de têxteis da Hyosung.

Mike Simko e Simon Whitmarsh Knight

Elastano para máscaras

Para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus, a Hyosung converteu as suas instalações para aumentar a produção do elastano Creora, usado na produção de máscaras essencialmente para prender a máscara de forma confortável ao rosto.

“A Hyosung converteu a produção de fio de elastano Creora para aumentar em 20 vezes a oferta para o mercado mundial de máscaras”, referiu, em maio, Mike Simko, em comunicado. “Com esta produção pode se fazer os elásticos para as orelhas para vários milhares de milhões de máscaras por mês, que será uma ajuda significativa para as necessidades de produção dos nossos clientes. Temos a sorte de manter a nossa produção de elastano operando em todas as nossas fábricas internacionais para servir as comunidades locais e globais”, acrescentou.

Além disso, a Hyosung doou mais de 420 mil dólares (mais de R$ 2,2 milhões), assim como artigos para a área da saúde aos médicos na linha da frente do combate ao novo coronavírus na Coréia do Sul.

Fonte: Portugal Têxtil | Fotos: Reprodução