Inspirações para o jeans no review Alexis Mabille

Para deleite de quem acompanha os desfiles da “haute couture” não apenas pela necessidade de ler tendências antecipadas, mas também por apreciar a criatividade colocada nas passarelas como fonte inspiracional, a temporada de Paris, começou. Pelo critério de bons diálogos para o denim, identificado em volumes, formas, cores e visual, independente do material utilizado, elegemos primeiramente o repertório colocado por Alexis Mabille, como objeto de análise para síntese de tais informações.



Entre o fascínio dos encantadores vestidos de festa, e das peças com apelo conceitual mise-en-scène, a coleção de inverno 2013-14 Alexis Mabille trabalhou também diversas calças, colocando diálogos e antecipações passíveis de serem levados ao segmento jeanswear.



O fit skinny, foi a volumetria trabalhada, em visual degradê, similar à linguagem das lavagens que vem sendo utilizadas no denim. As manchas buscaram reproduzir com o efeito as pinceladas do pintor italiano Giovanni Boldini – porém, simulando luminosidade e brilho. Entre as aparências trabalhadas, é possível identificar desde o metalizado total, até a união do brilho com o degradê ou tie-dye.



Destaque ainda, para a ênfase nas cinturas elevadas, que simulam uma fusão da skinny com o corset, modelando de maneira ornamental a silhueta feminina através do high-waist. A versão rendada da calça, rica e decorativa, dialoga com a proposta da estampa velvet no denim, ou na sarja, através do visual. O que sinaliza a permanência das calças mais enfeitadas e trabalhadas, um fato concreto, “dito e colocado” pela alta costura.



Nossa síntese de apontamentos, identificados na coleção, enfatiza a presença de uma moda decorativa e ornamental para o inverno 2014, com materiais metalizados, degradês, manchados delicados, cintura elevada modeladora da silhueta constando no repertório de formas, e a estampa flocada no mesmo tom do denim ou sarja, como um bom recurso para apresentar visual semelhante à renda.

VIVIAN DAVID / FOTOS: REPRODUÇÃO